Educação e sustentabilidade

Cintia Reisdorfer é coordenadora de Recursos Humanos das Fazendas São Marcelo (Foto: Divulgação)

O Grupo JD, que engloba as Fazendas São Marcelo (criação de gado em Mato Grosso), as Fazendas Labrunier (cultivo de uvas de mesa na Bahia e em Pernambuco) e a Bravis (importadora e exportadora de frutas sediada no interior de São Paulo), tem a valorização dos colaboradores como um de seus valores, e investir no desenvolvimento deles faz parte de nossa estratégia de gestão. Estender esse compromisso aos filhos dos colaboradores é uma forma de estimular o desenvolvimento das gerações futuras, o que se refletirá na evolução do agronegócio e da sociedade em volta. A educação é uma forma de sustentabilidade para nosso negócio.

Temos várias ações nessa área. O Projeto Aprender a Aprender, por exemplo, proporciona a entrega de material escolar para crianças de 5 a 14 anos mediante apresentação de matrícula escolar. Elas contam com acompanhamento nos estudos, contato com as professoras da escola durante o decorrer do ano para confirmar presença e monitorar o desenvolvimento dos alunos. A fazenda em Juruena (MT) conta com escola municipal em suas dependências e os filhos de colaboradores têm aulas de inglês lá. No Dia da Criança, faz-se distribuição de livros e as três melhores resenhas são premiadas.

Nas Fazendas Labrunier, o Projeto Fazendo Escola Fazendas Labrunier – IQE tem o objetivo de provocar transformação na aprendizagem dos alunos de forma a garantir conhecimento das noções de matemática e domínio do uso da língua portuguesa. Em 2017, o grupo começará a implantar uma política de subsídio para formação. A área ambiental também merece cuidados específicos. Em 5 de junho, Dia do Meio Ambiente, são realizadas oficinas e palestras sobre o tema. Nas Fazendas Labrunier, o programa socioambiental Basf Química na Vida procura conscientizar e informar crianças e jovens sobre a importância e cuidados que devemos ter em relação aos produtos químicos.

A partir do envolvimento dos colaboradores na educação dos filhos, a perspectiva de futuro é ampliada na vida da família. Perceber que a educação é primordial para o agronegócio estimula o senso de pertencer e torna a vida no campo mais atraente e compensadora. Internamente, estimulamos a sucessão profissional a partir do desenvolvimento da família, com exemplos concretos ao longo dos anos. Os indicadores de clima organizacional também apontam para os benefícios do estímulo à educação.

COMPARTILHAR
blog comments powered by Disqus