Reciclar: a responsabilidade é minha e sua

Albano Schmidt é presidente da Termotécnica, maior recicladora de EPS da América Latina (Foto: Divulgação)

Uma série de entidades, ONGs e institutos de pesquisa, tanto no Brasil quanto no exterior, elaboraram estudos e projetos constatando os inúmeros benefícios da reciclagem para a preservação do meio ambiente. Mas, para que tudo isso dê certo, é fundamental e imprescindível a participação efetiva de cada um de nós. Sabemos o que deve ser feito, mas será que levamos a sério? Em casa, no ambiente de trabalho, nas escolas e nas ruas,­ você separa o lixo corretamente?

É muito importante termos consciência de que os produtos recicláveis não vão sozinhos para o ponto de coleta. Parece absurdo eu escrever isso – afinal de contas, é óbvio! Infelizmente, no entanto, não é o que acontece. O plástico, por exemplo, não sabe onde fica o “lixo reciclável”. Ele precisa ser devidamente separado, acondicionado e tratado, minimamente limpo e encaminhado para o local adequado; aí, sim, a estrutura se consolida, as empresas de coleta e as usinas de reciclagem entram em ação.

Na Termotécnica, somos defensores do meio ambiente. Nossa equipe é treinada e apaixonada por essa causa. Somos responsáveis pelo nosso produto, o EPS, popularmente conhecido como isopor, desde a produção até a comercialização, o recolhimento pós-uso, a reciclagem e o encaminhamento para tornar-se um novo produto. Nossa empresa é pioneira em logística reversa do EPS no país, tanto que desde 2007 já reciclamos mais de 30 mil toneladas desse material. Proibir, banir a utilização de sacolinhas plásticas e do isopor não é a solução. Eles foram criados para melhorar a vida das pessoas, resolver problemas sanitários, de saúde pública e facilitar o transporte de mercadorias.

É hora de conclamarmos a população para a reciclagem. Incluo aqui toda a rede de distribuição, os grandes varejos, os supermercados e atacadistas. A participação desses grupos é fundamental. Os governantes, por sua vez, devem ter ciência da sua responsabilidade e promover campanhas de conscientização, além de garantir a infraestrutura adequada para coleta seletiva e o encaminhamento para as usinas de reciclagem. Vamos formar uma cadeia positiva. Vamos educar nossas crianças, que serão os chefes de família e os consumidores de amanhã. Se elas forem bem orientadas, podem transformar a realidade. Definitivamente, a reciclagem é responsabilidade minha e sua. Façamos a nossa parte.

COMPARTILHAR
blog comments powered by Disqus