Um robô pra chamar de seu

Conheça Jibo, o robô que quer fazer parte da sua família

AFP

No segundo semestre de 2015, famílias dos Estados Unidos e do Canadá começarão a receber em suas casas o que promete ser o primeiro “robô social” doméstico do mercado. Jibo (o aparelhinho da foto, que parece uma luminária descolada) é uma espécie de assistente pessoal para ajudar em tarefas domésticas com um toque de… cumplicidade.

“Jibo é capaz de se expressar e foi projetado para ser um companheiro para a família”, disse Steve Chambers, diretor executivo do projeto, em entrevista à revista­ Forbes. Esse parece ser o maior diferencial da máquina idealizada por Cynthia Breazeal, professora do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT, na sigla em inglês), centro de referência em tecnologia dos EUA.


Por ora, o Jibo cumpre poucas tarefas, como passar receitas culinárias, mas suas funções serão ampliadas

A primeira versão do robô será capaz de fazer videoconferências, tirar fotos, monitorar a casa, criar anotações e memorandos e contar histórias. Nada muito além do que já fazem os programas Google Now (Google) e Cortana (Windows), com a diferença de que esses últimos acompanham os usuários em qualquer lugar (são aplicativos para celulares) e o Jibo, não – o aparelho não chega a ser um trambolho, mas não cabe no bolso e não tem rodas.

De acordo com os desenvolvedores, as funções do Jibo vão ser ampliadas. Serão lançados pacotes de expansão e ferramentas que permitirão aos usuários personalizar e aprimorar as habilidades do robô. Na opinião dos céticos, o Jibo pode ser o novo iPod (que acabou obsole­to com a evolução dos smart­phones) e tantas outras novidades que não vingaram. Até agora, 5.554 curiosos apostaram na engenhoca (que ainda só está disponível em inglês para moradores dos EUA e Canadá) e serão os primeiros a testá-la.

COMPARTILHAR
blog comments powered by Disqus