Volta ao Mundo

À espera de Trump

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, discursa no evento: decisões que o governo Trump poderá reverter (Foto: AFP)
O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, discursa no evento: decisões que o governo Trump poderá reverter (Foto: AFP)

Esperava-se que a COP22 – a conferência do clima realizada em novembro em Marrakech (Marrocos), com representantes de cerca de 200 países – seria a “COP da Ação”, na qual se trabalharia para pôr em prática o Acordo de Paris, assinado em 2015. Mas não houve muito consenso para isso. No fim, conseguiram-se 35 decisões, que fixam um plano rumo à implementação do texto. Segundo ele, o trabalho preparatório deverá ser concluído em 2018. Entre os principais marcos do evento está o lançamento dos primeiros compromissos de longo prazo para reduzir as emissões de gases-estufa afinados com o Acordo de Paris: EUA e Canadá (queda de 80% em 2050 ante o nível de 2005), México (diminuição de 50% em 2050 ante 2000) e Alemanha (neutralidade de emissões em 2050). Cerca de 200 multinacionais anunciaram planos de corte de emissões, e entidades como o Banco Mundial prometeram dar ajuda financeira para ações de combate à mudança climática. Mas o principal personagem do evento não estava representado lá: o presidente eleito dos EUA, Donald Trump, um negacionista do aquecimento global que poderá avanços obtidos até agora.

 

Amor beneficia refugiados

Cadeados: valor arrecadado irá para grupos de refugiados (Foto: Nikonaft)
Cadeados: valor arrecadado irá para grupos de refugiados (Foto: Nikonaft)

Os cadeados que casais, sobretudo de turistas, prendem nas pontes de Paris como símbolo do seu amor terão um destino altruísta, anunciaram as autoridades municipais em dezembro. Nos últimos 18 meses, cerca de 1 milhão dessas peças, cujo peso somado é de 65 toneladas, foram retirados das pontes. Pelo plano divulgado, dez toneladas serão vendidas, e o valor arrecadado (estimado em € 100.000 inicialmente) deverá ser destinado a grupos de refugiados. Segundo Bruno Julliard, vice-prefeito de Paris, os cidadãos poderão comprar cinco ou dez cadeados, ou até pencas deles, tudo a preços “acessíveis”.

 

1_PL528_VOLTA4milhões de dólares foi o prêmio concedido em dezembro pela Bloomberg Philanthropies à prefeitura de São Paulo pelo projeto de agroecologia Ligue os Pontos. A ação busca alavancar novos negócios, baratear e melhorar a qualidade dos orgânicos, gerar empregos e aumentar a renda média dos produtores, alem de proteger os mananciais da cidade.

 

Ranking dos sonhos

1_PL528_VOLTA5

Um banco de dados criado pela pesquisadora de sonhos Kelly Bulkeley, professora visitante na Graduate Theological Union, na Califórnia (EUA), mostra os 15 assuntos oníricos mais frequentes. Tópicos agradáveis, como voar ou comer bem, são minoria; a maioria é de experiências negativas, como o líder “ser atacado ou perseguido” (83% dos pesquisados), “cair” (71%) ou “tentar fazer algo repetidas vezes” (64%). Kelly também chama atenção para o número de temas em que as mulheres aparecem em proporção maior que a dos homens, uma possível indicação da influência da opressão do patriarcado no território onírico. Confira os dados a seguir.

1_PL528_VOLTA6

 

Males da raiva pré-sono

1_PL528_VOLTA3

Dormir sem eliminar memórias emocionais negativas é prejudicial à saúde, afirmam pesquisadores chineses. Segundo seu estudo, publicado na revista Nature Communications em novembro, durante o sono o cérebro reorganiza a forma como as memórias negativas são armazenadas, o que dificulta a supressão dessas memórias no futuro. Yunzhe Liu, que liderou a pesquisa na Universidade Normal de Pequim e hoje trabalha no University College London, ressalta que o resultado do trabalho reforça a velha máxima de não se levar raiva para a cama: “Sugeriríamos que primeiramente a pessoa resolva a discussão antes de ir dormir; não durma com sua raiva”. De acordo com os pesquisadores, a descoberta abre novas possibilidades para o tratamento de problemas como o estresse pós-traumático.

 

Escudo de Chernobyl

Xavier Huillard, presidente da Vinci, e a estrutura: 30 anos de vida útil
Xavier Huillard, presidente da Vinci, e a estrutura: 30 anos de vida útil

A Ucrânia inaugurou no fim de novembro o novo escudo de confinamento do reator 4 de Chernobyl, destruído há 30 anos no pior acidente nuclear da história. Maior estrutura de metal móvel do mundo, o escudo – construído pela empreiteira francesa Vinci – tem 108 metros de altura (mais alto do que a Estátua da Liberdade, em Nova York) e 36 mil toneladas (o triplo do peso da Torre Eiffel, em Paris). A estrutura, que custou € 1,5 bilhão, recobre o reator inutilizado e o “sarcófago” erguido às pressas pelas autoridades soviéticas na época do acidente para tentar conter a radiação. Segundo os construtores, o tempo de vida estimado para a obra é de 30 anos.

 

Cogumelo contra depressão

Cogumelo com psilocibina: substância antidepressiva (Foto: Hilko Mari)
Cogumelo com psilocibina: substância antidepressiva (Foto: Hilko Mari)

Pesquisas feitas nos Estados Unidos indicam que uma única dose de psilocibina, ingrediente ativo de cogumelos alucinógenos, pode aliviar a depressão e a ansiedade em pessoas com câncer em estado avançado por seis meses ou até mais. Segundo o estudo, publicado em dezembro na revista Journal of Psychopharmacology, os voluntários relataram ter passado por “experiências profundamente significativas e espirituais”, que levaram a maioria a repensar a vida e a morte e a afastar o sentimento de desespero – o que, no geral, ajudou-os a melhorar sua qualidade de vida. Cientistas de destaque nas áreas de psiquiatria e cuidados paliativos elogiaram o estudo na revista e apoiaram novas pesquisas na área. Entre 40% e 50% das pessoas que receberam recentemente o diagnóstico de câncer apresentam sintomas de depressão e ansiedade.

 

1_PL528_VOLTA9foi quanto cresceu o desmatamento na Amazônia de agosto de 2015 a julho de 2016, segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. Foram removidos 7.989 km2 de floresta – desde 2010 o corte não superava 7.000 km2. O Pará teve 3.025 km2 desmatados (41% de aumento). No Amazonas, a devastação foi 54% maior que a registrada no período anterior.

 

Energia 100% verde

Energia solar: uma das fontes renováveis que abastecerão o Google (Foto: Nexxtus)
Energia solar: uma das fontes renováveis que abastecerão o Google (Foto: Nexxtus)

A partir de 2017, todos os escritórios e centros de processamento de dados do Google contarão com energia totalmente oriunda de fontes renováveis, um evento definido pela empresa como um “momento histórico”. Em 2015, a organização já se destacava como a principal compradora mundial de eletricidade renovável – 44% dela provinha de fontes eólicas ou solares. Segundo um diretor, a meta da organização de ser movida por energia 100% renovável foi assumida em 2012, em função do reconhecimento, por seus fundadores, da ameaça “real e imediata” representada pelo aquecimento global. Atualmente, as empresas de tecnologia respondem por cerca de 2% das emissões de gases do efeito estufa, um patamar semelhante ao das companhias de aviação.

 

Falsos saudáveis

1_PL528_VOLTA11

Uma em cada 100 pessoas saudáveis é portadora de um gene defeituoso que poderia deflagrar um raro e perigoso problema cardíaco, afirmam pesquisadores britânicos. Segundo os cientistas, do Imperial College London e do MRC Clinical Sciences Centre, esses indivíduos podem enfrentar o problema se o seu coração passar por uma situação excepcional de estresse, como alcoolismo ou no período de gravidez. O estudo, publicado em novembro na revista Nature Genetics, analisou ratos nos quais um gene chamado titin apresentava uma versão falha. Embora os ratos parecessem normais, situações incomuns de estresse os levaram a manifestar cardiomiopatia dilatada, que estica e afina o coração, provocando insuficiência cardíaca. Imagens de humanos com o gene defeituoso revelaram que seu coração é ligeiramente maior que os de pessoas que não têm essa mutação.

 

A hora da energia renovável

1_PL528_VOLTA12

A Agência Internacional de Energia confirmou em novembro que as fontes renováveis de energia elétrica tomaram o lugar do carvão em 2015 como a maior fonte de capacidade instalada no mundo, ajudadas por uma enorme queda no seu custo. Os contrastes são notáveis: enquanto em 1975 um módulo de energia solar de silício custava mais de US$ 50 por watt, agora seu preço é inferior a US$ 1; já a capacidade instalada no mundo subiu de 1 megawatt para 115 mil MW no mesmo período. Confira a seguir alguns números dessa escalada impressionante.

1_PL528_VOLTA13

 

Plástico verde no espaço

O conector pioneiro: a bordo da Estação Espacial Internacional (Foto: Divulgação)
O conector pioneiro: a bordo da Estação Espacial Internacional (Foto: Divulgação)

A parceria da petroquímica Braskem com a Made in Space (fabricante de impressoras 3D dos EUA, líder no desenvolvimento de artefatos para operação em gravidade zero e fornecedora da Nasa) levou o polietileno produzido pela empresa brasileira a partir do etanol da cana a ser usado na criação de ferramentas e peças de reposição no espaço. A tecnologia permite que elas sejam impressas segundo um desenho digital enviado por e-mail, com redução de tempo e custos. O plástico verde foi escolhido por aspectos como flexibilidade, resistência química e possibilidade de reciclagem. O primeiro item feito fora da Terra com ele foi um conector de tubos para irrigação de vegetais produzido na Additive Manufacturing Facility (AMF), primeira impressora 3D comercial permanentemente instalada na Estação Espacial Internacional.

 

Memória canina

1_PL528_VOLTA15

A capacidade dos cães de lembrar-se é mais complexa do que se imaginava. Até então, a memória atribuída a eles era vinculada às expectativas e associações do animal ligadas ao seu dono. Mas segundo uma equipe da Universidade Eötvös Loránd, da Hungria, os cães têm a memória episódica, antes encontrada somente em primatas e humanos. Na pesquisa, eles pediram a cães que imitassem uma ação incomum feita pelo treinador (por exemplo, andar ao redor de um balde) por meio da palavra “faz”. Pelo método tradicional, o animal ganharia uma guloseima se acertasse (memória processual), mas nesse caso não havia recompensa. Mesmo assim, bastava aos pesquisadores dizer “faz” para a maioria dos cães imitar a ação vista.

 

Banquete dos macacos

Não falta comida para os macacos no festival de Lopburi (Foto:
Não falta comida para os macacos no festival de Lopburi (Foto:

Um macaco-caranguejeiro (Macaca fascicularis) saboreia uma banana diante de um templo da era khmer durante o “bufê dos macacos”, realizado anualmente em novembro em Lopburi, 150 quilômetros ao norte de Bangcoc (Tailândia). Considerada pelo jornal inglês The Guardian um dos mais estranhos festivais do mundo, a celebração, um banquete simbólico para um rei macaco, ocorre numa cidade de 26,5 mil habitantes que abriga cerca de 2 mil macacos-caranguejeiros. Normalmente alimentados pelos moradores, os animais não temem humanos e costumam surrupiar objetos de visitantes desavisados. Durante a festa, as autoridades locais põem à disposição desses primatas imensas quantidades de frutas e vegetais, que os homenageados disputam intensamente.

 

Cidade pré-histórica

Templo de Seti I em Luxor, local próximo ao da descoberta (Foto: Terry J Lawrence)
Templo de Seti I em Luxor, local próximo ao da descoberta (Foto: Terry J Lawrence)

Arqueólogos egípcios encontraram uma cidade de mais de 7 mil anos de idade e um cemitério da primeira dinastia de faraós na província de Sohag, no sul do país. Segundo o Ministério de Antiguidades do Egito, que divulgou a notícia em novembro, a cidade provavelmente abrigou oficiais de alto escalão e construtores de tumbas. A descoberta foi feita a 400 metros de distância do templo de Seti I, perto da atual Luxor. Por enquanto, os arqueólogos desenterraram cabanas, restos de cerâmica, instrumentos de ferro e 15 grandes sepulturas, algumas maiores do que as tumbas reais da Primeira Dinastia encontradas em Abidos, a cerca de 170 km de distância. Um dos mais antigos centros urbanos do Egito, Abidos era a capital do país no fim do período pré-dinástico e durante as primeiras quatro dinastias. O ministério acredita que a recente descoberta poderá fornecer mais informações sobre o passado dessa cidade e estimular a fragilizada indústria turística egípcia.

 

1_PL528_VOLTA18mil dólares são oferecidos pela organização The Nature Conservancy (TNC) aos que escreverem códigos para um software de reconhecimento facial capaz de localizar casos de pesca ilegal nos barcos. O programa segue o curso das embarcações para flagrar irregularidades, e o reconhecimento permitirá saber se os peixes a bordo são ameaçados ou protegidos.

 

Pirâmides interiores

Templo de Kukulkán: há outras duas pirâmides dentro dele (Foto: Jose Ignacio Soto)
Templo de Kukulkán: há outras duas pirâmides dentro dele (Foto: Jose Ignacio Soto)

O famoso templo maia de Kukulkán, ou El Castillo, em Chichén Itzá (México), não é mesmo um edifício convencional. Dentro da estrutura piramidal externa, de 30 metros de altura, há outra, de 20 metros, que por sua vez contém uma menor, de 10 metros. Segundo engenheiros e antropólogos mexicanos, a pirâmide menor, descoberta agora, foi erguida entre os anos 550 e 800; a intermediária, encontrada nos anos 1930, foi datada entre 800 e 1000; e a maior foi concluída entre 1050 e 1300. Na opinião de Denisse Argote, do Instituto Nacional de Antropologia e História do México, cada estrutura exterior foi construída em cima da anterior por diversas razões, como deterioração e ascensão ao poder de novos líderes.

 

1_PL528_VOLTA20graus centígrados acima do normal foram as temperaturas do ar registradas por satélites e estações meteorológicas localizadas no Ártico em novembro de 2016. Os dados, monitorados por pesquisadores dinamarqueses e americanos, também revelaram temperaturas médias no Oceano Ártico 4° C acima da média em outubro e novembro.

 

Romances virtuais

1_PL528_VOLTA21

Os jovens japoneses estão prolongando cada vez a virgindade e optando por relacionar-se com personagens da internet ou de jogos eletrônicos. Segundo estudos recentes, mais de 70% dos solteiros e 75% das solteiras não haviam feito sexo até os 20 anos; o índice cai para quase 50% nos dois gêneros quando os jovens atingem 25 anos. Uma pesquisa do governo revelou que, na população solteira entre 20 e 29 anos, 30% das mulheres e 15% dos homens afirmaram ter se enamorado de um meme de internet ou de um personagem de game (atores e astros pop atraíram 24% das mulheres e 11% dos homens nessa faixa etária). Para o sociólogo Masahiro Yamada, da Universidade Chuo, de Tóquio, o quadro é reforçado pela crença dos jovens no casamento convencional e na disposição de esperar pelo parceiro ideal.

 

Oceano em Plutão

1_PL528_VOLTA22

Plutão, o ex-último planeta do Sistema Solar, pode ter um oceano congelado em seu interior, afirmam cientistas americanos. Baseados em fotos tiradas em 2015 pela sonda New Horizons, da Nasa, pesquisadores das universidades do Arizona e da Califórnia encontraram indícios no Tombaugh Regio – uma das partes de uma vasta bacia (com 1.000 km de largura) denominada Sputnik Planitia – de um oceano de até 100 km de profundidade constituído de água nos estados sólido e viscoso. Essa massa pode ter influído na estrutura de Plutão, ao criar tensão na crosta e fissuras na superfície, além de mudar a orientação do astro (com a ajuda gravitacional do satélite Caronte). O estudo foi publicado em novembro na revista Nature.

COMPARTILHAR
blog comments powered by Disqus