A Indonésia também sofre com as queimadas agrícolas

Outro país dotado de grandes extensões de floresta tropical, a Indonésia também enfrenta o problema das queimadas, que neste ano foram mais intensas

A fumaça sobe da parte indonésia de Bornéu: problema semelhante ao da Amazônia. Crédito: ESA/Belspo – produzido por VITO

Esta imagem em cores falsas do minissatélite Proba-V, da Agência Espacial Europeia (ESA), capturada em 18 de setembro, mostra uma abundância de plumas de fumaça sobre Kalimantan, a parte indonésia da ilha de Bornéu.

Nessa área, os incêndios são comuns em setembro e outubro, na medida em que os agricultores queimam detritos agrícolas e madeireiros para abrir caminho para as culturas e o gado e preparar a terra para novos plantios de dendê e polpa de acácia.

Este ano, no entanto, a temporada de queimadas foi mais intensa e a fumaça espessa fez com que escolas fechassem, o tráfego aéreo fosse impactado e fossem acionados avisos de saúde devido à má qualidade do ar.

LEIA TAMBÉM: Nasa divulga imagem de satélite mostrando fumaça de queimadas na Amazônia

Esses incêndios podem durar meses, até a estação chuvosa, durante a qual são emitidos altos níveis de gases de efeito estufa, dióxido de carbono e metano.

Lançado em 7 de maio de 2013, o  Proba-V é um satélite em miniatura da ESA, encarregado de uma missão em grande escala: mapear a cobertura do solo e o crescimento da vegetação em todo o planeta a cada dois dias.

O VITO Remote Sensing, na Bélgica, processa e depois distribui os dados do Proba-V para usuários em todo o mundo. Uma galeria de imagens online (acessível aqui) destaca algumas das imagens mais impressionantes da missão até agora, incluindo vistas de tempestades, incêndios e desmatamento.