Abdulrazak Gurnah, da Tanzânia, é o vencedor do Nobel de Literatura

Trabalho do escritor tanzaniano radicado no Reino Unido está centrado em temas relativos aos refugiados

Abdulrazak Gurnah, o escritor laureado pelo Nobel este ano: obras que abordam os refugiados

O romancista tanzaniano Abdulrazak Gurnah, que vive no Reino Unido, é o vencedor do Prêmio Nobel de Literatura 2021. Seu nome foi anunciado hoje (7) pela Academia Sueca. Desde 2012 não era premiado um autor que não fosse europeu ou norte-americano.

O escritor e romancista nasceu em 1948 na ilha de Zanzibar, no Oceano Índico, ao largo da Tanzânia, e se mudou para o Reino Unido na década de 60, como refugiado. Foi anunciado pela Academia Sueca, nesta quinta-feira, pela “penetração inflexível e compassiva aos efeitos do colonialismo e do destino dos refugiados no abismo entre culturas e continentes”.

Abdulrazak Gurnah, de 73 anos, escreve em inglês e reside atualmente no Reino Unido, sendo os seus livros mais conhecidos Paradise (1994), Desertion (2005) e By the Sea (2001). O escritor é autor de dez livros, foi professor de inglês na Universidade de Kent e membro do júri do Prêmio Man Booker, em 2016.

Suaíli e inglês

Apesar de sua primeira língua ter sido o suaíli, foi o inglês que se tornou a sua ferramenta literária. O prêmio foi concedido devido ao fato de sua obra estar centrada nos temas relativos aos refugiados.

O prêmio de Literatura é o quarto Nobel anunciado nesta semana. Na segunda-feira (4), os norte-americanos David Julius e Ardem Patapoutian foram agraciados com o Nobel de Medicina, pela descoberta de receptores de temperatura e toque na pele.

Na terça, o norte-americano nascido no Japão Syukuro Manabe, o alemão Klaus Hasselmann e o italiano Giorgio Parisi venceram o Nobel de Física 2021, pelo trabalho que ajuda a compreender sistemas físicos complexos como a mudança climática da Terra. Ontem, os pesquisadores Benjamin List, da Alemanha, e David MacMillan, dos Estados Unidos, ganharam o Prêmio Nobel de Química pelo trabalho de uma “ferramenta engenhosa de construir moléculas”.

O Prêmio Nobel foi criado pelo inventor da dinamite e empresário sueco Alfred Nobel e é entregue desde 1901.

* Com informações da RTP – Rádio e Televisão de Portugal e da Reuters.

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago