Aplicativos para todos

O smartphone está virando um cinto de mil e uma utilidades. Veja o que ele já pode fazer por você.

 

O maior passatempo dos cidadãos do século 21, em filas de espera e transportes públicos, pode ser jogar cruzadinha e sudoku, sem papel nem caneta. A moda é jogar no telefone celular. Não só jogos como agenda, câmera fotográfica, filmadora, GPS e até televisão são algumas das novas funcionalidades dos smartphones, graças aos milhões de aplicativos existentes.

Aplicativo, ou simplesmente app, é um programa que adiciona novas funções ao celular. Eles podem ser comprados e baixados das lojas virtuais vinculadas ao sistema operacional do aparelho. As mais populares são App Store, para o sistema operacional da Apple (iOS), e Android Market, para Android, do Google. A loja do Google oferece cerca de 400 mil aplicativos e a da Apple, mais de 500 mil.

Nos Estados Unidos, país em que o consumo de aplicativos virou uma febre contagiosa, o tempo gasto com eles ultrapassa o da navegação tradicional por meio de browsers, como Internet Explorer e Firefox. Dados da empresa norte-americana Mobile Flurry, especializada em análise de aplicativos, indicam que em dezembro de 2010 os usuários passaram 72 minutos por dia no browser e 94 nos aplicativos.

Pelo celular já é possível fazer tarefas que se faziam no computador, como verificar e-mails, acessar redes sociais e notícias. No ranking dos países que mais acessam aplicativos, o Brasil está na 14ª posição. “Como o país tem uma taxa de crescimento acima da média, ele deve galgar algumas posições este ano”, analisa Jeferson Valadares, gerente-geral da Flurry. No Brasil, o perfil do consumidor é majoritariamente masculino, de 18 a 34 anos.

Os aplicativos não são tão populares por aqui por uma razão simples: a maioria dos usuários não tem smartphone nem acesso à internet via celular. “Tratase de uma questão de temcomportamento po. À medida que as pessoas forem trocando seus celulares atuais, eles devem ser substituídos por smartphones. Essa popularização vai ocorrer até 2014”, afirma Valadares.

Quanto custa Os aplicativos podem ser gratuitos (como no Android Market), pagos ou do tipo “fremium” – gratuito, mas remunerado quando oferece um serviço premium. O preço dos aplicativos varia em geral de zero a US$ 100.

Não há como adivinhar se um programa é bom ou não, mas existem dicas para saber quais têm maior probabilidade de agradar ao consumidor. “A Apple classifica os apps. Além disso, os usuários votam, podem dar até cinco estrelas para um aplicativo e ainda deixam comentários”, diz Eduardo Horvath, cocriador do aplicativo WeSave.

No Android Market, em 2011 surgiram aplicativos falsos com malwares (programas maliciosos) semelhantes aos de computador. Embora o problema tenha sido solucionado, é bom estar atento para não contaminar o aparelho. A principal dica é conhecer as principais desenvolvedoras de apps e ficar de olho no ranking delas, na loja. Prestar atenção nos comentários de outros usuários também é importante, pois pode haver depoimentos falsos.

Com os recursos tecnológicos atuais,não existe apenas um polo de desenvolvimento de aplicativos. “Há uma igualdade inédita na história no que diz respeito ao poder de distribuição de produtos físicos tradicionais e de softwares”, afirma Valadares. Isso quer dizer que um grupo de pessoas do Brasil pode fazer um aplicativo e ter acesso a um público de milhões de consumidores no mundo.

Esse é o caso de André Gil, Beck Novaes, Bruno Fuster e Eduardo Horvath, brasileiros que desenvolveram o WeSave, um aplicativo promissor para iOS que encontra as ofertas comerciais mais próximas ao usuário por meio de geolocalização – a ferramenta que mostra a localização atual do usuário e a de outras pessoas ou objetos.

“A ideia veio do Beck Novaes, desenvolvedor e especialista em User Experience. Ele estava no shopping com a esposa e questionou se as ofertas eram verdadeiras”, conta Horvath. “A mulher, que sempre acompanha as vitrines das lojas, sabia dizer quais eram as peças que realmente tiveram o preço rebaixado. Com isso em mente, ele concluiu que nós, consumidores, somos as melhores pessoas para indicar as ofertas aos nossos amigos.”

Após discutirem a ideia muitas vezes, os quatro desenvolveram um projeto para o aplicativo. Depois fizeram a programação e a estrutura do banco de dados. Em seguida, foi a vez do design e, por último, dos testes.

 

Futuro emergente

Valadares afirma que em curto prazo os dispositivos com iOS e Android substituirão plataformas mais antigas, como o Blackberry OS. Em longo prazo, seguindo a mesma linha de raciocínio, o mercado de aplicativo poderá saturar em países desenvolvidos, e seu maior crescimento será então nos países do chamado grupo Bric (Brasil, Rússia, Índia e China).

O especialista ressalta que, para muitos, a única forma de acessar a internet é via celular; por isso os aplicativos podem se tornar mais relevantes que os navegadores comuns. Horvath concorda: “Futuramente, acho que os apps não estarão presentes só nos smartphones, mas também nos eletrodomésticos e nos carros, integrando a nossa realidade e socializando ainda mais a informação”.

De fato, as montadoras Mercedes, BMW e Ford estão de olho nos aplicativos. A ideia é que as pessoas não pararão de falar ao celular enquanto dirigem – hipótese proibida pela lei em muitos países. Portanto, seria mais fácil aliar o dispositivo aos comandos do carro. É possível executar aplicativos do celular no sistema de bordo, da mesma maneira como acessamos música e filmes. Para tanto as montadoras prometem investir em sistemas anticolisão para evitar os acidentes proporcionados pela distração.

 

Canivete suíço

Seja para consumir, jogar, paquerar, navegar em rede social, bater papo, fotografar ou registrar informações sobre saúde, já existem milhares de aplicativos populares. Veja a seleção que a PLANETA fez e as lojas virtuais que os oferecem.

 

 

CONSUMO

WESAVE

Por meio de geolocalização, o aplicativo mostra as ofertas mais próximas do usuário. As promoções cadastradas podem ajudar outros usuários a economizar. À medida que se economiza, uma árvore cresce e você pode colecionar troféus virtuais (iOS).

PEIXE URBANO

O site de compras coletivas lançou um aplicativo que possibilita ver as ofertas do dia e comprá-las (iOS e Android).

BUSCAPÉ

Com o aplicativo é possível fazer uma busca rápida de produtos, desde livros até eletrônicos, à venda na internet (iOS e Android).

 

GAMES

Os jogos são os aplicativos que fazem mais sucesso no mundo. No Brasil, a tendência só vale para usuá rios do Android, pois a categoria de jogos na App Store, da Apple, está bloqueada pelo impasse legal sobre a classificação etária dos jogos.

ANGRY BIRDS

No aplicativo, que virou febre nos EUA, o jogador deve derrubar uma pilha de blocos para libertar pássaros (iOS, só em lojas no exterior, Android e Blackberry).

SPIDER MONKEY

Ajude o macaco a chegar em casa pulando de árvore em árvore e pegando bananas (iOS).

 

PAQUERA

Esse tipo de aplicativo já é mais acessado que os próprios sites de relacionamento. Muitos utilizam a tecnologia de geolocalização para encontrar parceiros próximos. É bom tomar cuidado: nem todas as informações existentes nas redes sociais são verdadeiras; a sua cara metade pode ser um mico.

EHARMONY

Com o aplicativo, é possível visitar as páginas de outras pessoas, ver fotos de pares compatíveis, ter acesso a um teste de personalidade e receber sugestão de parceiros (iOS, Android e Blackberry OS).

GRINDR

Rede social para o público gay. Conta com 3 milhões de usuários no mundo, sendo 37 mil do Brasil (iOS, Android e Blackberry OS).

PAPOON

Aplicativo brasileiro de encontros com geolocalização. Já possui 10 mil usuários (Android).

 

REDE SOCIAL

Compartilha eventos em tempo real com amigos e seguidores. O aplicativo utiliza os recursos de geolocalização e adciona informação ao perfil de rede social.

FACEBOOK

O app da rede social permite ler atualizações nos perfis dos amigos, alterar o status e acrescentar a localização atual (iOS, Android e Blackberry).

TWITTER

O app torna mais fácil interagir e compartilhar informações através do celular. Também revela onde o usuário está por geolocalização (iOS, Android e Blackberry).

FOURSQUARE

Rede de celular que registra onde o usuá rio está. Ajuda a encontrar pessoas conhecidas. Dependendo da quantidade de registros, os check-ins, o usuário ganha distintivos e torna-se “prefeito” do lugar (iOS, Android e Blackberry).

 

BATE-PAPO

Em vez de mandar torpedos por celular, alguns optam por um bate-papo, tipo MSN. Vários aplicativos unem em uma única plataforma os messengers da internet. Outros apps formam sua própria rede de mensagens.

WHATSAPP

Um dos apps mais populares, é um sistema de mensagens de texto que conecta aparelhos de diferentes sistemas operacionais (IOS, Android, Blackberry).

E-BUDDY

Agregador de messengers. Permite que o usuário se conecte a MSN, Google Talk, Facebook Messenger, ICQ, entre outras (iOS e Android).

 

UTILITÁRIOS

INFRAERO

Boa alternativa para checar os horários de voos em aeroportos do Brasil. Oferece um guia de passageiro com dicas de conduta (iOS e Android).

ONDE PAREI

Registra o local onde o usuário estacionou o veículo. Chega de perder o automóvel no estacionamento (iOS e Android).

INGRESSOS

O serviço mostra os filmes em cartaz e possibilita a compra dos ingressos antecipadamente (iOS e Android).

 

FOTOGRAFIA

As câmeras potentes dos novos celulares aos poucos substituem as câmeras amadoras de mão. Já existem até exposições de fotos tiradas com iPhone.

INSTAGRAM

O melhor aplicativo eleito em 2011 no iTunes and App Store Rewinds. Criado pelo brasileiro Mike Krieger e pelo seu colega Kevin Systrom. Permite aplicar filtros nas fotografias e compartilhá-las nas redes sociais (iOS).

CAMERA360

Oferece ferramentas fotográficas úteis, como estabilizador de imagem, foco manual e efeitos artísticos (Android).

 

SAÚDE

Apps podem auxiliar o monitoramento da saúde, mas não substituem o acompanhamento de especialistas. Fique de olho no desenvolvedor: se for conhecido, há mais chances de ser de confiança. A maioria dos apps é feita sem a supervisão de um profissional da área.

CONTRA DENGUE

Iniciativa da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais. Oferece notícias sobre focos de dengue, dicas de prevenção e registra possíveis focos da doença, recurso útil para agentes de saúde (iOS e Android).

NUTRABEM

Calcula o índice de massa corporal e mostra as calorias dos alimentos. Auxilia a monitorar a dieta e aponta exageros dela (iOS).

PERIOD TRACKER

Substituto da “tabelinha” anticoncepcional. Registra os dias do ciclo e fatores relacionados à menstruação, como cólicas, mudança de humor, enxaqueca (iOS).

 

SEGURANÇA

I’M OK

Estreita laços entre pais e filhos. De maneira lúdica, os filhos ganham pontos quando fazem uma boa ação, como lavar pratos e compartilhar com os pais sua localização atual. Os pontos podem ser trocados por recompensas preestabelecidas (iOS).

ZOEMOB

Sistema de monitoramento familiar. Com tecnologia de geolocalização, mostra, em tempo real, onde cada pessoa da família se encontra. Dá para saber se o filho saiu mais cedo da escola ou se ele já voltou da balada (Android, Symbian S60, da Nokia).

AGENTTO

Em fase de testes, permite avisar familiares e amigos, de forma discreta, caso surjam situações de perigo. Quem recebe a mensagem vê a localização do usuário (Android).

 

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago


COMPARTILHAR