Após 87 anos, pintura roubada por nazistas é devolvida a família judia

Obra de arte foi recuperada. Foto: Reprodução/Gari Melchers

Mais de 80 anos depois de nazistas terem roubado obras de arte de uma família judia que estava fugindo da Alemanha em 1933, a pintura Winter, do impressionista Gari Melchers, foi devolvida aos seus herdeiros legítimos. A pintura foi uma das mais de 200 levadas pelos nazistas quando a família Mosse fugiu de sua casa.

A família de Berlim era muito rica na época e se manifestou contra a ascensão do nazismo logo no início em seu jornal chamado Berliner Tageblatt. No entanto, a atenção negativa atraiu para os Mosses a ira dos nazistas, que criticaram a família publicamente e, mais tarde, saquearam a extensa coleção de obras de arte dela.

Nesta quinta-feira (15), porém, a pintura valiosa foi devolvida aos herdeiros em uma cerimônia de repatriação no escritório do FBI – a polícia federal dos Estados Unidos – em Nova Iorque. Desde 1934, a pintura estava no museu Arkell, que fica na mesma cidade. Porém, o local soube que ela estava envolvida em uma situação ilegal em 2019 e cedeu a obra ao FBI. 

Agora, ela vai para a Fundação Mosse, que representa os herdeiros. A pintura Winter tem um valor estimado de cerca de centenas de milhares de dólares. No entanto, ele será realmente determinado em um leilão.

Veja também

+ Invasão de vespas assassinas aumenta tensão com 2020 nos EUA
+ Anticoagulante reduz em 70% infecção de células pelo coronavírus
+ Assintomáticos: 5 dúvidas sobre quem pega o vírus e não tem sintomas
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança

COMPARTILHAR