Aquecimento global ameaça realização de Jogos de Inverno

Das 21 cidades que sediaram ou sediarão as Olimpíadas de Inverno avaliadas, seis não poderiam abrigar o evento, entre elas Vancouver e Sochi

Abertura da Olimpíada de Inverno em Vancouver (Canadá), em 2010: pela avaliação feita, o aquecimento global não permitiria que a cidade abrigasse os Jogos novamente. Crédito: Sue & Martin Curtis/Wikimedia

Pesquisadores do Canadá e dos Estados Unidos advertiram que mudanças climáticas podem alterar a situação geográfica dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Inverno. O alerta foi feito a partir da observação de 21 cidades que sediaram ou sediarão esses eventos entre os anos de 1924 e 2022 para calcular como elas vão ser impactadas pelo aquecimento global.

Os pesquisadores informaram que os cálculos foram baseados no cenário hipotético, que se passaria no final deste século, em que a temperatura média global sobe quatro graus centígrados acima do período pré-industrial.

Eles disseram ter verificado se a temperatura durante o dia cairia para menos de zero grau Celsius e se a neve com mais de 30 centímetros seria capaz de se sustentar.

LEIA TAMBÉM: Pico perde o título de mais alto da Suécia. Motivo: aquecimento global

Como resultado, seis cidades, incluindo Vancouver, no Canadá, e Sochi, na Rússia, se tornariam impróprias para sediar os Jogos de Inverno por volta de 2050. Somente 12 cidades foram consideradas como tendo clima propício.

 

* A NHK é a emissora pública de televisão do Japão