Arqueólogos encontram lhamas sacrificadas e levantam hipóteses sobre rituais dos incas

Animais foram sacrificados há mais de 500 anos. Foto: Pixabay

Já é de conhecimento geral que os incas sacrificavam pessoas para agradar o humor de seus deuses. No entanto, uma descoberta feita no Peru lança uma nova luz sobre uma prática de sacrifício muito mais comum: o ritual de oferta de lhamas ornamentadas. 

Quatro lhamas naturalmente mumificadas foram descobertas durante uma escavação em Tambo Viejo, um centro administrativo inca. Os arqueólogos dizem que os espécimes estão muito bem preservados e que foram sacrificados há mais de 500 anos. 

Eles podem ter sido mortos não só para agradar aos deuses, mas também para ganhar e mostrar poder nos locais recém-conquistados. A descoberta foi publicada na revista Antiquity e ofereceu uma nova visão sobre os rituais. 

As lhamas foram decoradas com pulseiras e cordões valiosos e enterradas vivas ao lado de porquinhos-da-índia que também estavam decorados. Além disso, os túmulos dos animais foram marcados com penas tropicais. A possibilidade é que os incas tenham feito isso para consolidar ainda mais a nova autoridade local sobre a terra conquistada.

Veja também

+ Invasão de vespas assassinas aumenta tensão com 2020 nos EUA
+ Anticoagulante reduz em 70% infecção de células pelo coronavírus
+ Assintomáticos: 5 dúvidas sobre quem pega o vírus e não tem sintomas
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança

COMPARTILHAR