Arquitetos do mundo propõem telhados ecológicos para Notre-Dame

Enquanto alguns acreditam que o telhado e a torre devam ser reconstruídos exatamente como eram, muitos estúdios de arquitetura ao redor do mundo estão propondo ideias inovadoras e sustentáveis envolvendo plásticos reciclados, painéis solares, estufas e fazendas urbanas

Proposta de novo telhado para a Catedral de Notre-Dame (Crédito: Vincent Callebaut Architectures)

Em abril, o mundo assistiu ao incêndio da famosa catedral de Notre-Dame, em Paris. O telhado e a torre principal de 850 anos viraram cinzas. Poucos dias depois, o governo francês anunciou um concurso para reconstruir esta que é uma das atrações turísticas mais visitadas do país. Enquanto alguns acreditam que devam ser reconstruídos exatamente como eram, muitos estúdios de arquitetura ao redor do mundo estão propondo ideias inovadoras e ecológicas à base de plásticos reciclados, painéis solares, estufas e fazendas urbanas. Confira seis alternativas conhecidas até o momento, reunidas pelo site Fast Company.

Escritório francês Vincent Callebaut Architectures
A proposta prevê vigas de madeira reforçadas com fibra de carbono cobertas por um teto de vidro com uma camada fotovoltaica embutida. A energia capturada pelo teto solar seria armazenada em células de combustível de hidrogênio dentro da catedral. As entradas de ar também melhorariam a ventilação da Catedral e reduziriam gastos de energia. Abaixo da estrutura de vidro, o estúdio sugere transformar o sótão da igreja em uma fazenda urbana à base de aquaponia, em que os peixes forneçam fertilizantes naturais para as plantas. O cultivo de frutas e verduras permitiria à Catedral alimentar pessoas necessitadas.

Crédito: Vincent Callebaut Architectures

Escritórios franceses Summum Architecture e Studio Nab
Ambos homenageiam as 180 mil abelhas da Catedral, que viviam no seu telhado desde 2013 e que sobreviveram ao fogo. O projeto da Summum prevê uma estrutura de madeira e vidro para abrigar pássaros e insetos. Este santuário seria visível para todos graças ao vidro. Já a estufa do Studio Nab forneceria um novo lar para os polinizadores mas seria aberto ao público e funcionaria como um centro educacional para as pessoas aprenderem sobre agricultura urbana.

Crédito: Summum Architecture
Crédito: Studio Nab

Escritório belga Miysis
Embora a empresa não tenha a intenção de entrar no concurso, planejou transformar o telhado de Notre-Dame em jardim aberto ao público. O estúdio propõe uma réplica exata da torre perdida, mas substituindo a antiga estrutura de madeira por aço e madeira.

Crédito: Miysis

Escritório norte-americano Studio Tjoa
Uma proposta bastante ousada que faz referência à ave fênix, que seria capaz de ressurgir das suas cinzas. A torre seria inteiramente feita de painéis modulares de cobre fundido com areia. O telhado seria de aço inoxidável, com vigas e treliças feitas de um tipo de madeira laminada chamada glulam, que é mais forte que o aço. À luz do dia, os painéis projetariam sombras em formato de plumas, enquanto que à noite a torre iluminada por dentro refletiria o cobre, criando o efeito de uma luz brilhante como se fosse do fogo.

Crédito: Studio Tjoa

Coletivo de artistas holandês Studio Drift
O grupo também acredita que a nova Notre-Dame tem a oportunidade de ser ecologicamente correta. Propõe cobrir a Notre-Dame com telhas azuis feitas de plástico reciclado encontrado nos oceanos. O estúdio defende que, como serão necessárias milhares de árvores para reconstruir o telhado, o ideal seria direcionar o dinheiro doado para a reconstrução da catedral para limpar os oceanos e depois transformar os resíduos nas telhas.

Crédito: Studio Drift

Entre ideias reais e especulativas apresentadas até agora, fica claro que a reconstrução de Notre-Dame deve ser pensada de forma neutra em carbono e amigável com o meio ambiente.

blog comments powered by Disqus