Arte em cliques: museus do mundo oferecem visitas virtuais grátis

Lista de mais de 2.500 museus e galerias apresentada pelo Google Arts and Culture inclui, por exemplo, o Metropolitan, de Nova York, a Galeria Uffizi, de Florença, e a National Gallery, de Londres

"A Noite Estrelada", de Van Gogh: uma das atrações do MoMA acessíveis pelo projeto do Google Arts and Culture

O que fazer quando a ameaça do coronavírus nos obriga a levar uma vida reclusa, sem cinema, bares, restaurantes, compras ou encontros com parentes e amigos? Uma saída possível, que associa internet e arte, está na aliança do Google Arts and Culture com mais de 2.500 museus e galerias do mundo: visitas virtuais disponíveis para qualquer pessoa. O link apresentado aqui dá acesso a todos esses endereços.

A lista inclui instituições renomadíssimas, como o Metropolitan Museum of Art e o MoMA (The Museum of Modern Art), de Nova York, o Museu D’Orsay, de Paris, a National Gallery, de Londres, a Galeria Uffizi, de Florença, o Hermitage, de São Petersburgo, e o Pergamon, de Berlim. Na relação de representantes brasileiros figuram o Masp, a Pinacoteca de São Paulo, o MAM (Museu de Arte Moderna), o Museu Lasar Segall e o Centro Cultural São Paulo, na capital paulista, o MAM Rio, os Museus Castro Maia e o Projeto Portinari, no Rio de Janeiro, o Museu Oscar Niemeyer, em Curitiba, o Museu de Arte Moderna Aloisio Magalhães, em Recife, o Museu Imperial, em Petrópolis (RJ), e Inhotim, em Brumadinho (MG).

Há museus relevantes que não estão na lista. O Louvre, lar da Mona Lisa, é um deles – mas ele oferece algumas visitas guiadas através deste link.

LEIA TAMBÉM: Museu do Futuro de Dubai une tecnologia e sustentabilidade

É claro que nada substitui a presença física numa visitação a um desses lugares. Mas certamente o Google Arts and Culture oferece ao visitante virtual uma incrível oportunidade de ver obras das mais variadas latitudes com apenas alguns cliques.