Asas coloridas de machos de libélula atraem fêmeas – e machos também

Rivais chegam antes das fêmeas para disputar território

Cor dos machos das libélulas Mnesarete pudica é atrativo sexual. Crédito: Stanislav Gorb

Machos com asas bem coloridas atraem mais fêmeas e também machos rivais para seu território, dando início a uma acirrada disputa por parceiras para o acasalamento.

Os entomologistas Rhainer Ferreira e Paloma Pena-Firme, da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), observaram 120 libélulas – cada uma por cerca de 15 minutos – em uma reserva ecológica em Minas Gerais e em uma fazenda no interior de São Paulo. Notaram que os machos com asas coloridas estabeleciam seu território próximo a fontes de água e, em seguida, iniciavam o cortejo das fêmeas, por meio de voos em que exibiam as asas.

Os mais coloridos, independentemente de seu tamanho, atraíam mais fêmeas e também mais machos rivais, que chegavam antes delas para disputar o território (“Scientific Reports”, 31 de agosto).

Veja também

+ Invasão de vespas assassinas aumenta tensão com 2020 nos EUA
+ Anticoagulante reduz em 70% infecção de células pelo coronavírus
+ Assintomáticos: 5 dúvidas sobre quem pega o vírus e não tem sintomas
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança