Baleia jubarte consegue escapar de rio cheio de crocodilos na Austrália

Cetáceo chegou a nadar dentro do rio a 30 quilômetros da sua foz, antes de voltar ao mar

Jubarte avistada no mar, depois do desvio rio acima: erro de caminho na migração. Crédito: Parks Australia

Uma baleia jubarte que, em meio à sua migração, errou o trajeto e entrou em um rio repleto de crocodilos no norte da Austrália, conseguiu voltar em segurança ao mar, informou o portal BBC News.

Não foi o primeiro caso: há não muito tempo, duas outras baleias da mesma espécie também entraram no rio East Alligator, no Território do Norte. Elas ficaram um curto período ali, antes de voltarem ao mar. Os três cetáceos são as primeiras jubartes vistas nesse rio do Parque Nacional Kakadu.

No caso mais recente, a baleia foi vista pela primeira vez no rio do Território do Norte há mais de uma semana. O avistamento causou o temor de que ela pudesse encalhar em águas rasas ou atingir um barco.

LEIA TAMBÉM: Baleias são vistas na Grande Mancha de Lixo do Pacífico pela primeira vez

Segundo a Parks Australia informou hoje, o animal conseguiu voltar à sua rota normal no último fim de semana, durante a maré alta.

Monitoramento

As autoridades locais monitoraram de perto essa jubarte desde que ela foi avistada por pessoas em barcos 30 km rio adentro. O trânsito de barcos daquela área fluvial até a foz foi interditado para liberar o retorno da baleia ao mar.

Por causa de seu grande porte, considerou-se que seria difícil a jubarte ser atacada por crocodilos, a não ser que ficasse encalhada. “Não há como levantar uma baleia jubarte de 12-16 metros de um banco de areia, e é potencialmente quando os crocodilos entram em ação”, disse a cientista Carole Palmer, que trabalha para o governo do Território do Norte, à Australian Broadcasting Corporation na semana passada.

Monitoramento aéreo: a baleia subiu 30 km pelo curso do rio. Crédito: Governo do Território do Norte

“A última coisa que queremos é uma colisão entre um barco e uma baleia em águas onde os crocodilos são predominantes e a visibilidade subaquática é zero”, acrescentou a Parks Australia em um comunicado.

As autoridades locais disseram hoje que a baleia parecia estar em boas condições depois de nadar no Golfo de Van Diemen. “Este é o melhor resultado que poderíamos esperar”, disse Palmer.

As baleias migram para águas mais quentes ao largo da Austrália durante a primavera para procriar, antes de voltar à Antártida em busca de alimento. Palmer disse que não se sabe exatamente por que elas erraram o caminho e entraram no East Alligator.

Veja também

+ Invasão de vespas assassinas aumenta tensão com 2020 nos EUA
+ Anticoagulante reduz em 70% infecção de células pelo coronavírus
+ Assintomáticos: 5 dúvidas sobre quem pega o vírus e não tem sintomas
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança