Barreira contra enchentes impede que água alague Veneza

Em seu primeiro teste real, barreira funcionou bem

Foto aérea de 2012 da enseada do Lido e dos locais de trabalho onde a barreira foi construída: sucesso no primeiro teste real. Crédito: Magistrato alle Acque di Venezia - Consorzio Venezia Nuova/Wikimedia

Uma barreira contra inundações, cuja instalação foi adiada por muito tempo, protegeu Veneza da maré alta pela primeira vez neste sábado (3), trazendo alívio e sorrisos para a cidade após anos de repetidas enchentes.

“Hoje está tudo seco. Paramos o mar”, disse o prefeito Luigi Brugnaro a repórteres após levantar uma taça para comemorar com alguns dos engenheiros e autoridades responsáveis ​​pelo projeto multibilionário conhecido como Mose.

A rede de 78 barreiras amarelas que guardam a entrada da lagoa veneziana se ergueu do fundo do mar quando a maré, impulsionada por fortes ventos e chuva, começou a subir.

LEIA TAMBÉM: Veneza tem a maior maré dos últimos 50 anos

Autoridades municipais previam uma maré de 1,3 metro. O nível seria bem abaixo da maré devastadora de 1,87 metro que atingiu Veneza em novembro passado.

Prevendo o pior, os trabalhadores construíram passagens elevadas em lugares especialmente vulneráveis. Neles estava incluída a frequentemente lotada Praça de São Marcos. No evento, a maré atingiu apenas 70 cm, deixando as praças e caminhos da cidade ilesos.

Veja também

+ Invasão de vespas assassinas aumenta tensão com 2020 nos EUA
+ Anticoagulante reduz em 70% infecção de células pelo coronavírus
+ Assintomáticos: 5 dúvidas sobre quem pega o vírus e não tem sintomas
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança