Batidas no peito: a peculiar comunicação dos gorilas

Segundo pesquisadores, o gesto permitiria aos machos comunicar seu tamanho, atrair parceiras e manter concorrentes a distância

De acordo com pesquisadores, os sons das batidas no peito dos gorilas-das-montanhas transmitem informações. Crédito: Jordi Galbany/Dian Fossey Gorilla Fund

Ao se apoiarem nas pernas e bater no peito com as mãos, produzindo um som oco, os gorilas-das-montanhas (Gorilla beringei beringei) podem estar se comunicando com os outros membros do bando. A conclusão é de um estudo coordenado pelo zoólogo Edward Wright, do Instituto Max Planck de Antropologia Evolutiva, na Alemanha.

Ele e sua equipe monitoraram 36 gorilas adultos no Parque Nacional dos Vulcões, em Ruanda, África, entre novembro de 2015 e julho de 2016. Para isso, usaram câmeras com laser, que possibilitavam estimar o tamanho de cada animal.

A análise das gravações sugere que o tamanho de cada gorila define a frequência do som produzido pelas batidas – quanto maior o animal, mais grave é o som (Scientific Reports, 8 de abril). Os gorilas maiores teriam bolsas de ar mais volumosas perto da laringe, o que permitiria produzir sons mais graves.

Para os pesquisadores, essa pode ser uma forma eficiente de um macho comunicar o seu tamanho, atrair parceiras e manter machos concorrentes a distância.

* Este artigo foi republicado do site Revista Pesquisa Fapesp sob uma licença Creative Commons CC-BY-NC-ND. Leia o artigo original aqui.

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago