Brasil premiado

A mineira Tatianna Mello Pereira da Silva, 27 anos, especialista em direito ambiental e políticas públicas, foi a única brasileira escolhida entre os 25 cientistas mais promissores do mundo.

O Green Talents Award, premiação recebida pela brasileira  Tatianna Mello Pereira da Silva, é oferecida pelo Ministério Federal de Educação e Pesquisa da Alemanha. 

Por que a Política Nacional de Resíduos Sólidos não deslancha?

O que eu posso adiantar é que a PNRS não fixa quaisquer metas específicas. Elas deveriam ser estabelecidas pelo Plano Nacional de Resíduos Sólidos que, embora finalizado em versão preliminar em 2011, ainda não foi aprovado pelo Ministério do Meio Ambiente. Enquanto o Plano Nacional não for implantado não será razoável cobrar de Estados e prefeituras a elaboração dos planos estaduais e municipais. O governo federal deve liderar pelo exemplo.

Que tipos de ações poderiam destravar o processo no curto prazo?
O mais fundamental é o governo aprovar o Plano. O mais apropriado seria que o mesmo trouxesse metas progressivas para diminuir a quantidade de descarte em lixões. Até 2016 diminuir em 25%; até 2020, em 50%, e por aí vai. É Igualmente urgente que façamos a transição para o modelo de coleta seletiva. A adoção de mecanismos de incentivo e coerção é fundamental para impulsionar os atores a assumir e compartilhar sua parcela de responsabilidade. 

Que caminho profi ssional você pretende seguir?
No curto prazo, quero concluir meu doutorado no Reino Unido. Mais adiante, gostaria de poder conjugar uma carreira como empreendedora social ou consultora de políticas públicas no Brasil junto ao meio acadêmico. 

 

COMPARTILHAR