Cabeça de múmia de 800 anos é roubada por vândalos na Irlanda

Cripta da Igreja de St. Michan, em Dublin, foi alvo de ladrões, suas múmias foram profanadas e a cabeça de um soldado das Cruzadas foi levada

Múmias mantidas na Igreja de St. Michan, em Dublin, Irlanda, foram profanadas.

Ladrões invadiram a cripta da Igreja de St. Michan, em Dublin (Irlanda), vandalizaram o local – que é aberto para visitação de turistas – e partiram com a cabeça de uma múmia que acredita-se ser de um soldado que lutou nas Cruzadas.

Os intrusos também profanaram os restos de uma freira de 400 anos, segundo a Igreja.
O vandalismo foi descoberto na segunda-feira, quando um guia estava se preparando para abrir a igreja. O caso está sendo investigado pela polícia local.

“Não apenas esses indivíduos profanaram a cripta sagrada, mas destruíram essas múmias históricas que foram preservadas em St. Michan por centenas de anos”, disse o arcebispo de Dublin, Diarmuid Martin, em um comunicado. No documento ele pede que a cabeça seja devolvida.

Igreja de St. Michan data do século 11 e 17.

A maior parte do atual edifício de St. Michan data do século 17, mas algumas partes são remanescentes da igreja original do século 11 – construída na época das primeiras Cruzadas. As Cruzadas foram uma guerra religiosa entre cristãos e muçulmanos, que se constituíram de uma série de oito expedições sancionadas pela Igreja entre os séculos 11 e 13.

Este não é primeiro ataque à cripta, ela foi anteriormente vandalizada em 1996.