Ex-cão de serviço de George H.W. Bush, Sully assume missão na Marinha

O labrador agora irá se dedicar a proporcionar conforto aos veteranos e suas famílias, de acordo com seu juramento de alistamento realizado ontem

Sully, o cão de serviço da raça labrador que ficou famoso ao velar seu dono, o ex-presidente George H.W. Bush, morto no fim do ano passado, agora recebe um novo emprego na Marinha dos EUA. Como Bush usava cadeira de rodas, o cachorro o ajudava a fazer algumas tarefas, como abrir portas e buscar o telefone quando ele tocava.

Ele passa a atuar no Centro Médico Militar Nacional Walter Reed e estará encarregado de proporcionar conforto aos veteranos e suas famílias, de acordo com um juramento de alistamento personalizado lido durante uma transmissão ao vivo realizada ontem (27/02).

A notícia foi publicada também na quarta-feira por meio da conta de Instagram do labrador: “Hoje eu me tornei oficial do Facility Dog – HM2. É uma honra e privilégio participar de um maravilhoso grupo de cães no @WRNMMC e estou ansioso para continuar minha missão de servir veteranos como meu melhor amigo queria que eu fizesse.”

O labrador Sully vela o caixão do dono, o ex-presidente George H.W. Bush. (Crédito: Jim McGrath)

Bush pai considerava Sully um companheiro “bonito” e obediente desde que se juntou à família em junho de 2018. O cachorro ganhou as manchetes quando Jim McGrath, porta-voz da família Bush, compartilhou uma foto do labrador descansando perto do caixão do ex-presidente com a legenda “missão cumprida”.

O texto do juramento dizia:  “Sully H.W. Bush, você afirma – ou arfa – como um paramédico do hospital na Marinha dos Estados Unidos que você apoiará, confortará e alegrará nossos guerreiros e suas famílias, em atividade e aposentado?”

O cão foi convidado a reconhecer que a responsabilidade veio “sem qualquer promessa de guloseimas ou abdominoplastia” e, no final, deu uma “tremida” como sinal afirmativo de aceitar a missão.