Cartas

Obesidade

Adorei a matéria sobre obesidade, publicada por PLANETA no mês de janeiro (edição nº 460). Entretanto, há um erro na página 35, no quadrinho “Por que as dietas falham?”. Ele descreve um experimento realizado com ratos em que houve um aumento do nível de cortisol, hormônio do estresse. Vale salientar que o cortisol é o glicocorticoide exclusivo dos humanos. Para os outros animais, o hormônio adrenal semelhante ao cortisol é a corticosterona.

Ezequiel Nascimento, por e-mail.

Nota da Redação: O leitor tem razão. Obrigado por apontar o erro.

Mitos e lendas

Sou assinante de PLANETA há pouco mais de um ano. Em publicação recente, vocês citaram um livro chamado Mitos e Lendas da Humanidade (acho que o título dele é esse mesmo, ou será antiguidade?). Gostaria que vocês me fornecessem o nome correto do livro, assim como o nome do autor e da editora, pois já fui a três livrarias aqui em Brasília e não encontrei o livro porque não sabia os dados corretos dele.

Adriano Fidelis, por e-mail.

Nota da Redação: Prezado Adriano, no último ano o único livro sobre mitologia que foi publicado na coluna de livros de PLANETA foi Mitos e Lendas em Detalhes

– As Mais Fascinantes Histórias do Mundo Examinadas e Reveladas, de Neil Philip, Editora Publifolha, 128 págs, R$ 39,90.

Um paraíso chamado Suíça

Há muito tempo sou leitor da revista PLANETA, embora more na Suíça desde 2002. Por isso, fiquei muito feliz ao ver uma reportagem sobre este país de grande diversidade e hospitalidade publicada na revista (edição nº 459), porém queria tecer alguns comentários: os idiomas oficiais da Suíça são, em ordem com o número de habitantes que os praticam: o alemão, o francês, o italiano (que, por sinal, não é mencionado no texto, no qual os cantões italianos foram totalmente ignorados, como é o caso de Lugano, por exemplo) e o romanche. Também achei inapropriado não mencionar o suíço alemão, que, apesar de não ser um idioma oficial e de não ser ensinado nas escolas, é praticado por quase toda a população das regiões da Suíça Germânica, ao lado do alemão.

Quanto ao romanche, como o próprio nome diz, não deriva do alemão. Para finalizar, apesar de ter ficado alegre em ver uma fotografia do Lavaux, a vista diária que desfruto de minha casa, a legenda da página 54 está incorreta.

Jarbas Superti, Suíça, por e-mail.

Brilhante desempenho

Sou um jornalista aposentado que sempre aprecia um bom texto. Tomei a iniciativa de enviar este e-mail para afirmar o óbvio. Como milhares de leitores, vou sentir a falta de Luis Pellegrini. Quero parabenizá-lo por sua gestão como diretor de redação da revista PLANETA, da qual sou assinante. Sempre acompanhei com muita satisfação seus artigos e reportagens.

Não poderia aceitar sua ausência sem cumprimentá-lo pelo brilhante desempenho, despedindo-se de forma exuberante com o artigo “As sete leis do dinheiro”. Ele conseguiu, de alguma forma, me consolar pelo fato de eu ter muito pouco do “danado”. Vou sentir saudades.

Humberto Rodrigues, por e-mail.

A carapaça da lagosta

Gostaria de parabenizar o jornalista Luis Pellegrini pelo texto, muito bacana, sobre a carapaça da lagosta. Amei! Esse artigo também está na web? Gostaria de compartilhá-lo com outras pessoas.

Graziela Pinto, por e-mail.

Nota da Redação: O texto “A carapaça da lagosta” está disponível também no site www.luispellegrini.com.br.

Tempos difíceis: quando Plutão dá as cartas

Na página 66 da matéria publicada por PLANETA (edição nº 454, de julho de 2010) está uma imagem de Poseidon (ou Netuno) e não de seu irmão Hades (ou Plutão), como diz a legenda. Prova disso é o tridente, símbolo do deus mitológico dos mares.

Karen Lima Wood, Universidade Federal de São Carlos ( UFSCar). Por e-mail.

Publicidade

Minha filha é assinante da PLANETA e, em épocas de férias e feriados, costumamos ler tudo o que encontramos pela frente. Ao folhear a revista, gostei de perceber a ausência de publicidade nas primeiras páginas. Em geral, acho esse costume de entulhar anúncios nas primeiras páginas um desrespeito ao assinante. A publicidade é necessária porque gera lucro, mas às vezes se torna abusiva. Se vocês me permitem dizer, a PLANETA é show! Parabéns a todos.

Ivo Arndt, Blumenau (SC), por e-mail.

Sem dúvida alguma

Fui abordado por algumas meninas no aeroporto e, para me ver livre delas, me senti no dever de fazer duas assinaturas de revistas. Aleatoriamente, escolhi a revista PLANETA. Recentemente precisei substituir meu cartão de crédito e a atendente me alertou que se no anterior houvesse débitos como assinaturas de jornais e revistas eu precisaria fazer nova autorização. Não tive dúvida e assim o fiz. Espetacular a reportagem sobre “As sete leis do dinheiro”.

Francisco Raimundo da Silva, Hortolândia (SP), por e-mail.

para esta seção devem ser remetidas para:

Redação da PLANETA, Rua William Speers, 1.088, Lapa de Baixo, São Paulo, SP, CEP 05067-900. Fax: (11) 3618-4324. Endereço eletrônico: planeta3@terra.com.br. As cartas poderão ser editadas em razão de seu tamanho ou facilidade de compreensão.

Veja também
+ Jovem grava momento em que mulher morre sem saber que se tratava de sua mãe
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago


COMPARTILHAR