China lança sua sonda a Marte

Sonda enviada pelo país asiático procurará sinais de vida e água no Planeta Vermelho

A missão Tianwen-1 parte para sua jornada: chineses aproveitam a mesma janela de lançamento usada pelos Emirados Árabes Unidos e pelos EUA

Depois dos Emirados Árabes Unidos, foi a vez da China de mover mais uma peça na corrida rumo a Marte. O país asiático lançou hoje (23 de julho) uma missão destinada a levar uma sonda ao solo do Planeta Vermelho, feito ainda restrito aos Estados Unidos.

A missão Tianwen-1 (“Busca pela Verdade Celestial”, em mandarim) partiu para o espaço a bordo do foguete Longa Marcha 5. O lançamento foi feito do centro de Wenchang, na ilha de Hainan, no sul do país.

A Tianwen-1 deverá atingir a órbita de Marte em fevereiro de 2021. O pouso da sonda está previsto para maio. A missão tem como objetivos principais procurar água no subsolo de Marte e evidências de vida no planeta.

LEIA TAMBÉM: Emirados Árabes Unidos lançam missão a Marte

A atual janela de lançamentos para Marte – um intervalo de tempo a aproximadamente cada dois anos no qual o percurso para o planeta vizinho fica mais curto – será aproveitada pelos EUA na semana que vem. A sonda Perseverance deverá ser lançada no dia 30 de julho.

Veja também

+ Invasão de vespas assassinas aumenta tensão com 2020 nos EUA
+ Anticoagulante reduz em 70% infecção de células pelo coronavírus
+ Assintomáticos: 5 dúvidas sobre quem pega o vírus e não tem sintomas
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança