Chuvas de meteoros poderão ser vistas no Brasil este mês

Fenômeno recebe o nome da constelação onde está o ponto radiante

Chuvas de meteoros são atrações no céu deste mês de agosto. Crédito: Divulgação/Organização Meteorológica Internacional

De vez em quando, o planeta Terra atravessa a órbita de uma corrente de meteoroides. Quando isso ocorre, vários meteoros entram juntos na atmosfera, em trajetórias paralelas, e parecem vir de um mesmo lugar. Essa região se chama ponto radiante e a chuva de meteoros recebe o nome da constelação onde está o ponto radiante.

Três dessas chuvas de meteoros tiveram o ponto alto no fim de julho, mas continuarão visíveis pelos próximos dias.

A Piscis Austrinídeos, dentro da constelação Peixe Austral, fica visível até a madrugada do dia 10. O melhor horário para observar os meteoros é por volta das 23h.

As Alfa-Capricornídeas, em Capricórnio, estão ativas até 15 de agosto e têm origem em um cometa. E na constelação de Aquário existem as Delta-Aquarídeas, também originadas em um cometa e que serão visíveis até o dia 23.

LEIA TAMBÉM: Astronauta da ISS compartilha imagem de chuva de meteoros

Já as Perseidas também são provocadas por um cometa, o Swift Tuttle, e ocorrem na constelação de Perseu, o Herói, até o dia 24 de agosto. Enquanto as outras tiveram o auge no mês passado, as Perseidas terão seu ponto alto na semana que vem. Devido ao horário, não será possível acompanhar o fenômeno a olho nu aqui no Brasil. Essa chuva de meteoros será bastante intensa no dia 12, das 10h às 13h.

No domingo (9), Dia dos Pais, quem acordou bem cedo pôde acompanhar a ocultação de Marte. É como se fosse um eclipse, quando a Lua passa entre a Terra e o Planeta Vermelho.

Veja também

+ Invasão de vespas assassinas aumenta tensão com 2020 nos EUA
+ Anticoagulante reduz em 70% infecção de células pelo coronavírus
+ Assintomáticos: 5 dúvidas sobre quem pega o vírus e não tem sintomas
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança