Cientistas descobrem maneira de proteger cabelo de queda causada quimioterapia

Pesquisa mostrou que classe de drogas já aprovada para uso em terapias alvo contra o câncer pode proteger os folículos capilares dos efeitos nocivos da quimioterapia

Cientistas descobrem maneira de proteger cabelo de queda causada por tratamento de câncer / Foto: Universidade de Manchester / Divulgação

Cientistas da Universidade de Manchester descobriram uma nova estratégia para proteger os folículos dos cabelos da quimioterapia, em especial dos taxanos, drogas usadas nesse tipo de tratamento.

A nova descoberta pode levar a tratamentos para prevenir a queda dos fios, que é um dos efeitos colaterais da quimioterapia que mais abalam psicologicamente os pacientes.

O novo estudo foi baseado em uma análise das propriedades de uma nova classe de drogas chamada inibidores CDK4/6, que bloqueia a divisão celular e já são aprovadas para uso em terapias alvo de câncer.

Segundo Talveen Purba, autor principal do estudo, a análise revelou que os inibidores CDK4/6 inhibitors podem ser usados, temporariamente, para parar a divisão celular sem promover efeitos tóxicos adicionais no folículo do cabelo. “Quando banhamos uma cultura de folículos com a droga, eles se tornaram muito menos suscetíveis aos efeitos danosos dos taxanos”, disse.

Os taxanos são drogas importantes na quimioterapia, especialmente para tratar câncer de pulmão e de mama. Mas pode causar queda de cabelo de longo prazo. Segundo comunicado da universidade, milhares de pacientes nos Estados Unidos estão processando a fabricante do medicamento, Sanofi, por falta de aviso sobre o risco de os taxanos causaram perda de cabelo permanente nos pacientes.

O estudo revelou que as células na base dos folículos capilares que se dividem, e são críticas para a produção de cabelo, e as células-tronco das quais essas outras células se originam, são mais vulneráveis aos taxanos. Portanto, a análise mostrou que, para driblar os efeitos da quimioterapia, é preciso encontrar uma maneira de proteger essas células, mas de modo que o câncer não se beneficie disso.

A equipe de pesquisa espera que o estudo ajude no desenvolvimento de novas drogas que previnam a queda de cabelo provocada pela quimioterapia. Os cientistas dizem que esse campo de pesquisa da medicina oncológica é muito pouco pesquisado, e que os pacientes já esperam há muito tempo por descobertas revolucionárias nesse quesito.

Os pesquisadores também afirmaram no comunicado que a ciência ainda não sabe por que alguns pacientes perdem mais cabelos do que outros, e que precisam de mais estudos para descobrir não só como prevenir a queda de cabelo, mas também promover a regeneração dos folículos danificados.

A pesquisa foi publicada na revista EMBO Molecular Medicine.