Cientistas descobrem novo material em meteorito que caiu na Terra

Meteorito caiu na cidade australiana de Wedderburn em 1951 e vem sendo estudado por cientistas desde então

Cientistas descobrem novo material, batizado de edscottita, em meteoro de Wedderburn, que caiu na Austrália em 1951 / Museu Victoria / Divulgação

Em 1951, um meteorito caiu na cidade australiana de Wedderburn. Ele vem sendo estudado desde então. Mas, somente agora, em 2019, cientistas identificaram que, em sua composição, há um mineral que nunca havia sido observado antes aqui na Terra.

O novo material é uma variação de carboneto de ferro, ou cementita, um composto de carbono e ferro, e foi batizado de edscottita, em homenagem a Edward Scott, um renomado cosmoquímico da Universidade do Havaí.

Em entrevista ao jornal australiano “The Age”, Geoffrey Bonnin, pesquisador da Universidade Nacional da Austrália, disse que o meteorito se formou dentro do núcleo fundido de um planeta que se “explodiu” milhões de anos atrás.

LEIA TAMBÉM: Diamantes brasileiros dão pistas dos tempos iniciais da Terra

O meteorito pertence ao Museu Victoria, na Austrália. Ele já foi tão manipulado por cientistas que perdeu parte dos seus 210 gramas originais.

A descrição do mineral foi feita pelos cientistas Chi Ma e Alan E. Rubin, do Instituto de Tecnologia da Califórnia (Caltech), e a pesquisa foi publicada no jornal científico “Journal of Earth and Planetary Materials“.

Veja também

+ Invasão de vespas assassinas aumenta tensão com 2020 nos EUA
+ Anticoagulante reduz em 70% infecção de células pelo coronavírus
+ Assintomáticos: 5 dúvidas sobre quem pega o vírus e não tem sintomas
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança