Cientistas encontram galáxia que “soluça”

Matéria absorvida pelo buraco negro no centro da galáxia GSN 069 libera fortes emissões de raios X a intervalos regulares

Concepção artística de um buraco negro devorando uma estrela. A emissão de raios X derivada desse processo ocorre de forma diferenciada na galáxia GSN 069 . Imagem: Sophia Dagnello, NRAO/AUI/NSF

Cientistas avistaram uma galáxia com “soluços” – isto é, uma galáxia que produz fortes e regulares explosões de raios X detectadas na Terra. O estudo foi divulgado na revista “Nature”.

A equipe internacional observou explosões de raios X da galáxia GSN 069, a cerca de 250 milhões de anos-luz da Terra. Essas erupções duram cerca de uma hora e se repetem a cada intervalo de 9 horas. De acordo com os cientistas, as explosões periódicas foram rastreadas durante ao menos 54 dias.

LEIA TAMBÉM: Clarões emitidos por buraco negro da Via Láctea intrigam cientistas

Para os pesquisadores, as explosões se originam de material que flui para o buraco negro localizado no centro da galáxia. Conforme se aproxima do horizonte de eventos (o ponto sem retorno) a temperaturas variadas, o material libera essas erupções de raios X.

Segundo Giovanni Miniutti, cientista do Centro de Astrobiologia (CSIC-INTA) de Madri e principal autor do estudo, o comportamento do buraco negro no centro da GSN 069 é inédito. “Esse buraco negro está em uma dieta alimentar como nunca vimos antes”, afirmou.