Cientistas flagram estranhas criaturas em expedição no Golfo do Alasca

Veja as espécies que se escondem a profundidades de até 2.500 metros

Crustáceo copépode encontrado no Alasca / Foto: NOAA

Neste mês de agosto, cientistas da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional dos Estados Unidos e da Universidade do Alasca Fairbanks finalizaram uma expedição no Golfo do Alasca.

Os pesquisadores usaram um veículo operado remotamente para fotografar e coletar exemplares de criaturas incríveis que eles encontraram nas profundezas da região do monte submarino Giacomini, no Golfo do Alasca.

Veja as imagens:

1 – Lula cacatua (família Cranchiidae)

Foto: NOAA

2 – Água-viva do gênero Solmissus

Foto: NOAA

3 – Água-viva da espécie Periphyllopsis braueri

Foto: NOAA

4 – Água-viva da espécie Aegina citrea

Foto: NOAA

5 – Coral serve de habitat para várias outras espécies

Foto: NOAA

6 – Crustáceo Copépode

Foto: NOAA

7 – Pepino do mar a 2,5 mil metros de profundidade

Foto: NOAA

COMPARTILHAR
blog comments powered by Disqus