Cientistas mapeiam as entranhas do gêiser mais potente do mundo

Diferentemente do Old Faithful, outro gêiser famoso de Yellowstone, o Steamboat tem erupções imprevisíveis

Steamboat, no Parque Nacional de Yellowstone: jatos que alcançam 110 metros de altura. Crédito: James St. John/Wikimedia Commons

Geocientistas da Universidade de Utah e do Parque Nacional de Yellowstone, nos Estados Unidos, mapearam pela primeira vez o interior do gêiser mais potente do mundo, o Steamboat. Ele é capaz de produzir jatos de vapor e água escaldante com até 110 metros de altura. É o dobro da alcançada pelo jato de seu vizinho, o Old Faithful, o gêiser mais famoso de Yellowstone.

Diferentemente do Old Faithful, que sofre erupções com regularidade, todos os dias, o Steamboat é imprevisível. Sua primeira fase de atividade intermitente foi registrada nos anos 1960 e uma segunda durante os anos 1980. Depois, só voltou à ativa em 2018. Foi quando os pesquisadores instalaram uma rede de 50 sismógrafos portáteis a sua volta para registrar as ondas sísmicas geradas nas erupções.

A análise das ondas permitiu obter uma imagem de seus condutos e fraturas subterrâneas, que chegam a 120 metros de profundidade, 60 metros a mais que a dos condutos do Old Faithful (Journal of Geophysical Research, 7 de março).

* Este artigo foi republicado do site Revista Pesquisa Fapesp sob uma licença Creative Commons CC-BY-NC-ND. Leia o artigo original aqui.

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago