Com pandemia, venda de bicicletas cresce 54% no Brasil

Aumento da demanda por esses veículos também foi notado na Europa e nos Estados Unidos

Ciclistas em Brasília: na pandemia, a venda de bicicletas no país aumentou substancialmente. Crédito: José Cruz/Agência Brasil

A pandemia trouxe reflexos interessantes para o comportamento dos consumidores brasileiros no ano passado. Uma análise de mercado do Itaú Unibanco mostrou um boom de 54% nas vendas de bicicletas no país em 2020, resultado das restrições à circulação em massa de pessoas nas grandes cidades e do fechamento prolongado de academias e clubes esportivos.

O aumento das vendas de bicicletas no Brasil não foi isolado. Na Europa e nos EUA, a demanda por bicicletas também aumentou, impulsionada pelas medidas de distanciamento social e incentivos governamentais ao uso das bikes em áreas urbanas.

A análise foi feita a partir dos gastos com cartão de crédito e débito e dos pagamentos feitos pela Rede, empresa de meios de pagamento do banco. “Estadão” e “O Globo” deram mais detalhes.

Veja também

+ Invasão de vespas assassinas aumenta tensão com 2020 nos EUA
+ Anticoagulante reduz em 70% infecção de células pelo coronavírus
+ Assintomáticos: 5 dúvidas sobre quem pega o vírus e não tem sintomas
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança