Confira simpatias ao redor do mundo para garantir um novo ano positivo

Vestir branco, comer lentilhas e feijão-fradinho, beijar alguém, pular de cadeiras, pendurar cebola na porta da frente – não falta criatividade no mundo para atrair a sorte no próximo ano

Comer uvas na passagem do ano é uma tradição espanhola que se espalhou por outros países, como o Brasil. Detalhe importante: são 12 uvas, uma para cada mês do ano. Crédito: Pikrepo

Um novo ano é uma senha para deixar para trás problemas e infortúnios e começar o período que se inicia com todos os bons augúrios possíveis. A ideia ganha ainda mais força em anos trágicos como 2020, em que a pandemia de covid-19 se espalhou (e fez vítimas) por todos os continentes habitados e chegou até mesmo à Antártida. Para quem pensa que precisa de um empurrãozinho para iniciar o ano com o pé direito, aí vai uma relação de tradições sobre o tema provenientes de várias partes do mundo. Escolha a(s) sua(s) e vá em frente!

Brasil

No Brasil e em outros países da América Central e do Sul, como Equador, Bolívia e Venezuela, acredita-se que usar roupas íntimas especiais na virada do ano traga sorte. As cores mais populares são o vermelho, a fim de trazer amor no novo ano, amarelo, para trazer dinheiro, e branco, para trazer paz. Também é uma tradição brasileira pular sete ondas quando o ano se inicia, para pedir a Iemanjá que abra os caminhos ao longo desse período (cada pulo corresponde a um desejo a ser atendido). E usar roupas brancas na virada do ano, para trazer sorte e paz.

Colômbia

Colombianos costumam carregar malas vazias pelo quarteirão tão rápido quanto podem, na esperança de um ano novo repleto de viagens.

Dinamarca

Os dinamarqueses recebem o novo ano jogando pratos e copos velhos contra as portas de familiares e amigos para banir os maus espíritos. Eles também ficam de pé em cadeiras e pulam juntos à meia-noite para “pular” em janeiro na expectativa de boa sorte.

Escócia

Durante a celebração do Hogmanay, na véspera de ano-novo na Escócia, a primeira pessoa que cruzar a soleira de uma casa nessa data deve levar um presente para dar sorte. Os escoceses também realizam cerimônias de fogueira em que as pessoas desfilam enquanto balançam bolas de fogo gigantes em postes, supostamente símbolos do sol, para purificar o ano que se inicia.

Espanha

No país ibérico, costuma-se comer 12 uvas na passagem do ano – uma a cada badalada do relógio à meia-noite. Cada uva representa boa sorte para um mês do ano seguinte. Em cidades maiores como Madri e Barcelona, ​​as pessoas se reúnem nas praças principais para comer suas uvas juntas e distribuir garrafas de cava.

Estados Unidos

Nos EUA – e em vários outros países do mundo (a ideia teria origem nas tradições alemã e inglesa) –, beijar alguém quando o relógio chega à meia-noite significa que os sentimentos pela pessoa beijada perdurarão pelos 12 meses seguintes. Também é bom abastecer a despensa, porque despensas vazias significam pobreza e vida difícil. Outra tradição, essa mais típica do sul do país, é comer feijão-fradinho e couve no primeiro dia do ano, para garantir sorte e prosperidade – tal como se faz em partes do Brasil com as lentilhas.

Filipinas

Formas redondas dispostas nas Filipinas na véspera de ano-novo representam moedas para simbolizar a prosperidade no ano que se inicia. Muitas famílias exibem pilhas de frutas em suas mesas de jantar e algumas comem exatamente 12 frutas redondas (uvas sendo a mais comum) à meia-noite. Muitos também usam bolinhas para dar sorte.

Finlândia

Os finlandeses fazem uma curiosa divinação sobre o próximo ano: lançam estanho derretido em um recipiente com água e interpretam a forma que o metal assume após o endurecimento. Um coração ou anel significa um casamento. Já um navio indica viagem. Um porco, por seu lado, é tendência de que haverá abundância de comida.

Grécia

Os gregos tradicionalmente penduram uma cebola na porta da frente das casas na noite de ano-novo na Grécia, como um símbolo de renascimento no ano vindouro. No primeiro dia do ano novo, os pais acordam os filhos batendo com a cebola na cabeça.

Panamá

Uma tradição panamenha de ano-novo para afastar maus espíritos no início de ano é queimar efígies (muñecos) de pessoas conhecidas, como personagens da televisão e figuras políticas locais. As efígies representariam o ano que se finda.

Porto Rico

Nessa ilha caribenha, acredita-se que jogar um balde d’água pela janela afasta os maus espíritos. Os porto-riquenhos também borrifam açúcar fora de suas casas para convidar a boa sorte a entrar.

Rússia

Os russos redecoram as árvores de Natal com novas luzes para celebrar o novo ano. A árvore redecorada recebe o nome de yolka.

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago