Covid-19: brasileiros constatam danos do coronavírus no cérebro

Pesquisadores verificaram que o vírus SARS-CoV-2 infecta diferentes células cerebrais, produzindo mudanças significativas no córtex

Córtex cerebral apresenta alterações consideráveis em casos de infecção pelo coronavírus. Crédito: Lin Yasuda/Unicamp

Estudo realizado por pesquisadores de cinco instituições brasileiras confirma que o novo coronavírus pode infectar diferentes tipos de células cerebrais e, possivelmente, causar danos diretamente ao cérebro.

Eles realizaram exames de imagens do cérebro de 81 pessoas com a forma leve de covid-19. Observaram alterações significativas em diferentes áreas do córtex, a região mais externa do cérebro, responsável por faculdades como memória, atenção, consciência e linguagem. Em testes feitos dois meses após a infecção, um terço dessas pessoas apresentava sinais de problemas neurológicos (dor de cabeça, alteração da memória, perda de olfato) ou neuropsiquiátricos (ansiedade e depressão).

Autópsias mostraram infecções pelo SARS-CoV-2 no cérebro de 5 de 26 indivíduos mortos com covid-19. Em testes em laboratório, os pesquisadores confirmaram que o vírus infecta as células cerebrais, especialmente os astrócitos, que sustentam e nutrem os neurônios (medRxiv, 13 de outubro).

LEIA TAMBÉM:

Falta, agora, confirmar se as alterações no córtex e no desempenho neurológico são causadas pela presença do vírus nas células cerebrais.

O estudo foi realizado por equipes das universidades Estadual de Campinas (Unicamp), de São Paulo (USP) em Ribeirão Preto e Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e do Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino (Idor).

Veja também

+ Invasão de vespas assassinas aumenta tensão com 2020 nos EUA
+ Anticoagulante reduz em 70% infecção de células pelo coronavírus
+ Assintomáticos: 5 dúvidas sobre quem pega o vírus e não tem sintomas
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança