Covid: contato de menos de um minuto é suficiente para a contaminação

Cuidado com a exposição ao vírus. Foto: Pixabay

O “contato próximo” com Covid-19 é geralmente definido quando uma pessoa fica perto de outra infectada por pelo menos 15 minutos consecutivos. Mas um novo relatório sugere que mesmo exposições muito breves (de um minuto ou menos) podem espalhar a doença, se essas exposições acontecerem com frequência.

O relatório do Centers for Disease Control and Prevention, descreve que um guarda de um presídio em Vermont, nos Estados Unidos, pegou Convid-19 depois de exposição a prisioneiros que estavam infectados, embora nunca tivesse estado perto das pessoas infectadas por mais de um minuto de cada vez.

A exposição, provavelmente, aconteceu no dia 28 de julho, quando seis presos foram transferidos de uma instalação fora do Estado para a prisão de Vermont. Nenhum dos detentos apresentou sintomas de Covid-19, mas todos foram submetidos a testes de rotina quando entraram no local. Ao serem testados, todos receberam resultados positivos no dia seguinte.

O oficial continuou trabalhando normalmente, mas ele perdeu olfato e paladar, teve tosse, falta de ar e dor de cabeça no dia 4 de agosto e, no dia seguinte, ele testou positivo para a doença. Embora o oficial tenha passado pouco tempo com os presos infectados, ele teve vários encontros breves com eles.

Durante os breves encontros que aconteceram, o guarda usava máscara e óculos de proteção, mas os internos nem sempre estavam usando o objeto que protege contra a doença. Sendo assim, ele acabou sendo infectado.

Veja também

+ Invasão de vespas assassinas aumenta tensão com 2020 nos EUA
+ Anticoagulante reduz em 70% infecção de células pelo coronavírus
+ Assintomáticos: 5 dúvidas sobre quem pega o vírus e não tem sintomas
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança

COMPARTILHAR