Crânio de múmia de 800 anos roubado de cripta é devolvido na Irlanda

Tanto o crânio do soldado que lutou nas Cruzadas quanto outro crânio levado na mesma ocasião, foram deixados nos jardins da Igreja de St. Michan, em Dublin

Crânio de 800 anos do soldado que lutou nas Cruzadas e foi conservado na cripta da Igreja anglicana de St. Michan, em Dublin (Irlanda). (Crédito: Getty Images)

O crânio do soldado que lutou nas Cruzadas levado no fim do mês passado por um vândalo que invadiu a cripta da Igreja de St. Michan, em Dublin (Irlanda), foi deixado nos jardins da mesma igreja anglicana na noite de ontem. Outro crânio que também tinha sido roubado na mesma ocasião estava junto.

Ambos entraram em contato com a água da chuva, o que poderia levá-los a se desintegrar depois de séculos no ar raramente seco da cripta de pedra calcária de St. Michan, segundo disse o reverendo David Pierpoint a uma rádio local.

A Polícia da Irlanda, conhecida como Garda, vem investigando o caso com a assessoria do Museu Nacional da Irlanda e segue tentando prender o ladrão. Pelas imagens das câmeras, é possível ver que um homem branco de cerca de 40 anos arrombou a entrada da cripta com uma barra de metal e parecia estar sob efeito de álcool ou de drogas.

Cabeça de múmia de 800 anos é roubada por vândalos na Irlanda

O local recebe cerca de 28 mil visitantes pagantes por ano, que vão principalmente para ver as múmias conservadas naturalmente pelo ar seco e solo rico em metano da cripta. “O Cruzado” de 800 anos, conhecida assim por acreditar-se que é de um soldado que lutou nas Cruzadas, é a mais antiga e famosa entre essas múmias.