Crocodilos do passado eram vegetarianos, afirmam pesquisadores

Visão artística de uma espécie ancestral de crocodilos herbívoros. Imagem: Jorge Gonzales

Espécies de crocodilos que viveram há 200 milhões de anos eram vegetarianas, segundo estudo divulgado na publicação “Current Biology” e noticiado no jornal “The Independent”. Avaliações de fósseis detectaram que esses animais possuíam dentes apropriados para mastigar plantas.

Todos os crocodilos contemporâneos têm uma forma corporal semelhante, com dentes cônicos ideais para dilacerar carne. Já os fósseis dos dentes examinados eram claramente não carnívoros e pareciam ter formas especializadas não vistas nos animais modernos.

Para descobrir o que esses crocodilos do passado comiam, os pesquisadores compararam o tamanho e a forma dos dentes em animais extintos com os que existem hoje.

Keegan Melstrom, aluno de doutorado na Universidade de Utah (EUA) e autor do estudo, analisou 146 dentes de 16 crocodiliformes. “A coisa mais interessante que descobrimos foi a frequência com que os crocodiliformes extintos comiam plantas. Os carnívoros possuem dentes simples, enquanto os herbívoros têm dentes muito mais complexos”, comentou.

Os crocodilos vegetarianos surgiram no início da história evolutiva do grupo, pouco depois da extinção em massa do Triássico, há 200 milhões de anos. Eles teriam desaparecido há 66 milhões de anos na extinção em massa do fim do Cretáceo.

“Nosso trabalho demonstra que os crocodiliformes extintos tinham uma dieta incrivelmente variada”, disse Melstrom. “Alguns eram semelhantes aos crocodilianos vivos e eram principalmente carnívoros, outros eram onívoros e outros, ainda, provavelmente especializados em plantas. Os herbívoros viviam em diferentes continentes em diferentes épocas, alguns ao lado de mamíferos e de parentes de mamíferos, e outros não. (…) Isso sugere que um crocodiliforme herbívoro foi bem-sucedido em vários ambientes.”

Os cientistas tentam reconstruir as dietas desses crocodilos extintos, incluindo-se aí espécies fossilizadas desprovidas de dentes.

Veja também

+ Invasão de vespas assassinas aumenta tensão com 2020 nos EUA
+ Anticoagulante reduz em 70% infecção de células pelo coronavírus
+ Assintomáticos: 5 dúvidas sobre quem pega o vírus e não tem sintomas
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança