Dalí “revivido” recebe visitantes no museu da Flórida

Museu Dalí criou uma experiência surrealista cara a cara com o artista baseada em inteligência artificial e muita pesquisa

O Museu Dalí, na Flórida (EUA), renomado por possuir uma extensa coleção de obras do artista, passou a oferecer uma experiência realmente surreal. Na mais recente exposição permanente intitulada Dalí Lives (Dalí vive), que estreou no sábado para o público, a casa colocou o próprio Salvador Dalí para receber os visitantes.

Em um quiosque de informações na entrada, a imagem do artista surrealista espanhol em tamanho real interage com as pessoas do outro lado da tela. Ele compartilhar histórias de sua vida, conversa sobre o clima e muito mais. A novidade é produto de avançada tecnologia de inteligência artificial e mais de 1.000 horas de aprendizado de máquina.

Momento da selfie com a inteligência artificial de Salvador Dalí (Imagem retirada do vídeo produzido por Museu Dalí)

De acordo com o museu, o sistema Dalí Alives AI analisou mais de 6.000 quadros de Dalí, para aprender suas expressões faciais e maneirismos. Paralelamente, seus criadores passaram incontáveis ​​horas pesquisando citações dele para criar um personagem o mais próximo do real.

São 45 minutos de imagens, com 190.512 combinações possíveis, fazendo com que cada interação com a AI Dalí pareça única. Ao final de cada “sessão”, os visitantes ainda vivem um momento ainda mais surreal. O artista pergunta se querem tirar uma selfie com ele. Ao ouvir o sim, Dalí pega um smartphone, faz o clique, envia por mensagem aos fotografados e os convida a postar a foto nas redes sociais.

Avançada tecnologia de inteligência artificial e mais de 1.000 horas de aprendizado de máquina (Imagem retirada do vídeo produzido por Museu Dalí)

blog comments powered by Disqus