Degraus sagrados

AFP PHOTO / ALEX OGLE
Chand Baori: a temperatura na base é seis graus mais baixa do que no topo

Em 24 de setembro, indianos foram autorizados a percorrer por algumas horas os 3.500 degraus do monumento histórico Chand Baori, no desértico estado do Rajastão, no oeste da Índia. A cada ano, em um dia em que é realizado um festival local e os hinduístas celebram o deus elefante Ganesha, os visitantes podem descer e subir os milhares de degraus dispostos geometricamente, subdivididos em 13 andares. Com 20 metros de profundidade, Chand Baori foi construído entre os séculos 9 e 10 depois de Cristo pelo rei Chanda, que dedicou a obra a Hashat Mata, deusa da alegria e da felicidade. Originariamente, a edificação servia para conservar a lâmina de água no seu fundo mais fresca (a diferença de temperatura entre o topo e a base chega a seis graus centígrados). Nos dias atuais, Chand Baori já não é mais utilizado como reservatório, mas continua a manter sua importância religiosa.

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago


COMPARTILHAR