Dia de Star Wars: Nova animação estreia neste 4 de maio

“Que a Força esteja com você.”
Nascida em 1977, a sequência Guerra nas Estrelas – são 11 filmes até o momento – se consagrou há muito tempo na cultura pop. E 4 de maio é dia de celebrar Star Wars.
Foi também criado um slogan com trocadilho: “Que o quarto dia esteja com você”, mas as origens do por que se tornou um feriado anual para os fãs são um pouco obscuras.
Sempre nostálgico, George Lucas era incomum entre os cineastas de sua geração por não se importar muito com o que acontecia ao seu redor: ele celebrou a juventude despreocupada, como no filme “American Graffiti”, de 1973, e o tipo de ficção científica em que os bons enfrentam muitas dificuldades, mas saem vitoriosos.
Um jornal dinamarquês arrisca explicar que o slogan se deve a um anúncio do Partido Conservador britânico sobre a ascensão de Margaret Thatcher ao posto de Primeira-Ministra do Reino Unido em 4 de maio de 1979: “Que o quarto esteja com você, Maggie. Parabéns.”
Mas encontrar evidências certeiras requer uma busca tão diligente quanto a busca de Darth Vader pela base da Aliança Rebelde, mas seja qual for o caso, o trocadilho estava nos bastidores, apenas esperando para ser usado.
E foi posto em prática, há dez anos, num teatro de Toronto, que sediou uma maratona de filmes e competições de fantasias, entre outras atividades. Anunciado como “Star Wars Day”, a celebração se espalhou por todo o mundo geek. Quando a Disney adquiriu a Lucasfilm em 2012, se apropriou do feriado, usando-o em 2020 para marcar o final da série de animação “Star Wars: The Clone Wars”, no Disney +.
E, este ano, também tem novidade com a nova animação derivada da produção anterior. O primeiro episódio de Star Wars: The Bad Batch foi disponibilizado nesta terça-feira (4) no canal e os novos capítulos chegarão semanalmente às sextas a partir do dia 7 de maio.

Veja também

+ Invasão de vespas assassinas aumenta tensão com 2020 nos EUA
+ Anticoagulante reduz em 70% infecção de células pelo coronavírus
+ Assintomáticos: 5 dúvidas sobre quem pega o vírus e não tem sintomas
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança

COMPARTILHAR