Edição 470

    NESTA EDIÇÃO

    O ser humano deixa marcas cada vez maiores na Terra. Mas será que isso o torna um agente geológico como os asteroides que colidiram com o planeta ou os vulcões que recobriram os céus de nuvens?

    Disputado durante três milênios pelas civilizações mesoamericanas, o juego de pelota é um dos esportes mais antigos e radicais do mundo.

    Cientistas suspeitam que atividades humanas contribuem para elevar os níveis de ruído nos oceanos, afetando a saúde e o comportamento da vida marinha.

    Por que o vermelho exprime ardor? E o azul, tristeza? Por que o <i>blue</i> se chama <i>blue</i>? A psicologia das cores é uma ferramenta do marketing de produtos e serviços.

    A má educação e o comportamento agressivo ao volante são fatores responsáveis por acidentes e mortes no trânsito.

    Males da civilização moderna, o diabetes e a obesidade atingem os índios, geneticamente propensos a reter gordura.

    Fotos registram o esvaecimento sistemático da crosta da GroenIândia.

    Arthur Bispo do Rosário, um gênio esquizofrênico brasileiro, passou 50 anos num sanatório do Rio de Janeiro criando arte para salvar o mundo.

    Brasil e Índia têm mais em comum do que o coco do Nordeste, o zebu do Cerrado e o afoxé Filhos de Gandhi.

    Rio, campeã da poluição? Surpresa numa controversa lista da qualidade do ar divulgada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em setembro: a região metropolitana do Rio de Janeiro surge como a mais poluída do Brasil, em 144º lugar no mundo. Seu índice de 64 microgramas (μg) de partículas menores do que 10 micrômetros por metro […]

    Avião verde Com três anos de atraso, o primeiro Boeing 787 Dreamliner foi entregue em setembro a seu primeiro comprador, a empresa aérea japonesa All Nippon Airways. Com capacidade entre 230 e 300 passageiros, dependendo da configuração de assentos, o avião usa plástico reforçado com fibra de carbono em vez de ligas metálicas. Mais leve, […]

    Terra bonita Passeio pelas paisagens mais bonitas do país valoriza o patrimônio natural. Valdemir Cunha, Ed. Origem O fotógrafo Valdemir Cunha foca as lentes nas paisagens de sete regiões brasileiras clássicas: Pantanal, Fernando de Noronha, Lençóis Maranhenses, Chapada da Diamantina, Monte Roraima, Foz do Iguaçu e os cânions de Santa Catarina e do Rio Grande […]

    Em Moçambique.

    COMPARTILHAR
    blog comments powered by Disqus