Edição 483

    NESTA EDIÇÃO

    Uma equipe do Projeto Internacional de Geociências pesquisou a hipótese de o dilúvio bíblico ter ocorrido no Mar Negro, deixando vestígios da arca de Noé no Monte Ararat, na Turquia.

    A cada ano cresce o número de turistas em busca das praias e da cultura da Tailândia, apesar do trauma do tsunami de 2004.

    Caçadas de Pedrinho, o livro de Monteiro Lobato consagrado como uma das mais importantes obras da literatura infantojuvenil brasileira, aguarda julgamento no Supremo Tribunal Federal.

    Uma provável crise futura no mercado da carne e o mpacto ambiental da pecuária levam cientistas a tomar coragem e propor uma mudança de hábito alimentar: entomofagia.

    Soldados feridos em combate viram atletas dos Jogos Paraolímpicos de Londres, empenhados em difundir o esporte como terapia de recuperação.

    A ciência não conhece a caixa-preta da felicidade, mas não desiste de buscar a luz.

    Lançadas em 1977, as sondas Voyager estão há 35 anos em funcionamento no espaço.

    Práticas ultrapassadas de projetos de energia na construção civil já dispõem de várias alternativas sustentáveis e autossuficientes.

    Os grandes eventos esportivos do planeta estão abrindo espaço para a sustentabilidade amenizando o impacto dos jogos nas cidades-sede e brindando-as com benefícios na área social.

    O Brasil quer sair da Copa do Mundo de 2014 como hexacampeão e campeão de sustentabilidade.

    Em meio à diversidade de crenças e fundamentalismo religioso, Michael Shermer se empenha para que a ciência seja ouvida e os céticos se reconheçam como parte de um grupo bem maior do que imaginam.

    COMPARTILHAR
    blog comments powered by Disqus