Editorial

Segundo o relatório Estado do Mundo 2010, elaborado pelo Worldwatch Institute – um dos mais importantes e responsáveis organismos para o estudo de tendências na área da sustentabilidade -, a abolição do consumismo insustentável está em primeiro lugar entre as prioridades mundiais do atual momento histórico. Não podíamos, assim sendo, deixar de dedicar uma matéria de capa ao assunto e é isso o que fazemos neste número. Surgiu assim “Ascensão e queda do consumismo”.

Quando cuidávamos da produção dessa matéria, voltaram-me à mente as imagens mais que alegóricas de Imelda Marcos, mulher do ditador filipino Ferdinand Marcos, e sua coleção de milhares de pares de sapatos de marcas famosas. Uma inteira ala do palácio do governo, em Manila, fora reservada para guardar os sapatos de madame. Enquanto isso, nas ruas, o povo clamava por comida.

Nas Filipinas acontecia o que comumente acontece em toda ditadura: o ditador, sua esposa e filhos deixam-se tomar pela mesma loucura, o delírio de onipotência.

Hoje, submetidos como estamos à ditadura do produzir e do consumir insustentáveis, somos nós as vítimas de uma loucura análoga: a cultura do desperdício. Mas a ciência deixa claro: hoje, a Terra precisa de quase 18 meses para repor o que a humanidade lhe tira em um ano. Portanto, para continuarmos a viver do que o planeta pode nos oferecer, só há uma alternativa: transformar substancialmente nossos padrões de consumo, abolindo a atual cultura do desperdício.

E, francamente, por que precisamos possuir 50 pares de sapatos se, como ensinam todos os estilistas sérios, com apenas meia dúzia deles podemos suprir em quaisquer circunstâncias nossa necessidade de andar calçados? Como diz nossa chamada de capa, consumir é preciso. Mas com moderação e dentro dos limites do sustentável.

Não esqueçam, se tiverem um tempinho, de visitar meu blog. Duas matérias, sobretudo, lá publicadas estão bombando: “Trabalho com alma” e “Dinheiro, pra que dinheiro?” Confiram. O endereço é: www.luispellegrini.com.br

SE NÃO HOUVER UMA MUDANÇA NOS PADRÕES DE CONSUMO E PRODUÇÃO, EM MENOS DE 50 ANOS SERÃO NECESSÁRIOS DOIS PLANETAS TERRA PARA ATENDER A NOSSAS NECESSIDADES DE ÁGUA, ENERGIA E ALIMENTOS

Luis Pellegrini – Diretor de Redação

E-mail: luispellegrini@terra.com.br

Site: www.luispellegrini.com.br

 

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago


COMPARTILHAR