Em defesa do cerrado

23 empresas de atuação global anunciaram apoio ao Manifesto do Cerrado, declarando que “comprometem-se a trabalhar com as partes interessadas locais e internacionais para cessar o desmatamento e a perda de vegetação no Cerrado”

Em 25 de outubro, 23 empresas de atuação global – entre elas Ajinomoto, Carrefour, Colgate-Palmolive, Kellogg, L’Oréal, McDonald’s, Nestlé, Unilever e Walmart – anunciaram apoio ao Manifesto do Cerrado, lançado em setembro por mais de 40 organizações ambientalistas, como Greenpeace e WWF. Em carta conjunta, as empresas declaram que “apoiam os objetivos definidos no Manifesto do Cerrado e comprometem-se a trabalhar com as partes interessadas locais e internacionais para cessar o desmatamento e a perda de vegetação no Cerrado”. Por mais de dez anos, as taxas de desmatamento desse bioma superaram as da Amazônia, tornando o Cerrado um dos ecossistemas mais ameaçados da Terra. Como a principal causa da destruição do bioma é a expansão do agronegócio sobre a vegetação nativa, o compromisso das empresas que compram soja e gado produzidos no Cerrado com o fim do desmatamento é fundamental.

blog comments powered by Disqus