Empresa amplia trabalho com cooperativas para estímulo à reciclagem

Depois do sucesso do projeto piloto realizado no bairro do Jabaquara, em São Paulo, durante o ano passado, a Tetra Pak leva a iniciativa para três cidades do interior do Estado: Guararema, Piedade e Salesópolis

Ação do Recicla Jabaquara, fase piloto do projeto da Tetra Pak de empoderamento dos coletores de materiais recicláveis. (Crédito: Divulgação)

Às vésperas do Dia Mundial do Meio Ambiente, a fabricante de embalagens Tetra Pak anuncia a expansão do seu projeto socioambiental Recicla Cidade para três municípios do Estado de São Paulo: Piedade, Guararema e Salesópolis. O objetivo é empoderar os trabalhadores de cooperativas de materiais recicláveis para que sejam vistos como verdadeiros agentes de transformação socioambiental nas cidades onde atuam.

O projeto começa com a capacitação dos cooperados para que disseminem a conscientização ambiental na população e, consequentemente, a destinação adequada dos resíduos sólidos. Após três meses de treinamento, esses agentes passam a atuar junto aos comércios, escolas e moradores destacando a importância econômica, social e ambiental da reciclagem.

Em 2018, a companhia realizou uma fase piloto desse projeto no bairro do Jabaquara, em São Paulo, em parceria com a ONG Espaço Urbano e apoio institucional da Swedcham (Câmara de Comércio Sueco-Brasileira), para colaborar com os trabalhos de reciclagem da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social da Prefeitura. A iniciativa contribuiu para uma ampliação em 44% no volume de materiais coletados: um incremento de mais de 400 toneladas.

O projeto segue para o interior do Estado de São Paulo com os mesmos parceiros e formato. A meta é aumentar em 20% o volume de resíduos recicláveis destinados às cooperativas, elevando na mesma proporção o número de embalagens cartonadas em cada uma das cidades.

A aplicação do projeto envolve etapas como o diagnóstico da situação na cidade e na cooperativa, evento de abertura e mobilização de diferentes stakeholders, capacitação dos cooperados, ações de sensibilização na região.

“Há mais de 20 anos desenvolvemos iniciativas socioambientais e percebemos que ainda existe um estigma em torno das cooperativas e seus trabalhadores, o que os torna socialmente invisíveis. Com esse projeto, buscamos não somente aumentar o volume e a qualidade dos materiais coletados em cada região, mas também empoderar e dar visibilidade a uma categoria com enorme potencial para promover transformações”, comenta Valeria Michel, diretora de Economia Circular da Tetra Pak para as Américas.