Empresa desenvolve cão robótico armado com rifle para o Exército dos EUA

Empresa desenvolve cão robótico armado com rifle para o Exército dos EUA
Empresa desenvolve cão robótico armado com rifle para o Exército dos EUA (Foto: Reprodução/Instagram)

A Ghost Robotics criou uma nova versão de um robô quadrúpede parecido com um cachorro armado com um rifle de precisão. Como parte da série Vision da empresa, que conta com diversos robôs com pernas, a tecnologia está sendo testada pela Força Aérea dos Estados Unidos para uso como segurança de perímetro na Base Aérea de Tyndall, na Flórida.

A versão armada oficial foi apresentada na reunião anual da Associação do Exército dos Estados Unidos realizada em Washington, D.C., nesta semana. O robô é equipado com um pod de rifle não tripulado de propósito especial da Sword Defense, um rifle de precisão de 6,5 mm, que possui câmeras diurnas e noturnas e um alcance efetivo de 1200 metros.

Ghost Robotics tem desenvolvido robôs quadrúpedes desde 2015 e anteriormente exibiu versões equipadas com adições, incluindo armas para eliminação de bombas e um disruptor, um dispositivo semelhante a uma espingarda para desativar bombas.

Eles são altamente móveis, capazes de cruzar terrenos que podem ser difíceis para máquinas sobre rodas e esteiras, e podem operar com alto grau de autonomia. Por exemplo, os robôs de patrulha de perímetro são capazes de seguir uma rota predefinida, desviando quando necessário para evitar obstáculos e alertando um operador humano quando encontram algo inesperado, como um possível intruso.

Mas, Jiren Parikh, CEO da Ghost Robotics, descartou qualquer possibilidade de que o rifle de precisão seja um sistema autônomo. “É totalmente controlado por um operador remoto”, disse ele. “Há um humano controlando a arma, não há autonomia ou IA.”

Segundo ele, o robô foi escolhido pelos clientes por sua capacidade de se mover em terrenos difíceis, o que lhe permite assumir uma posição de tiro adequada para tiros de franco-atirador. Isso se aplica igualmente ao ar livre e em ambientes urbanos onde, por exemplo, o robô pode subir escadas. Enquanto isso, o operador pode ficar escondido fora da linha de fogo.

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago