Empresas verdes

Campeões da sustentabilidade

Ação do Instituto Stop Hunger, da Sodexo: responsabilidade social (Crédito: Divulgação)
Ação do Instituto Stop Hunger, da Sodexo: responsabilidade social (Crédito: Divulgação)

Referência obrigatória para investidores, o Índice Dow Jones de Sustentabilidade (DJSI, na sigla em inglês), válido desde 19 de setembro, inclui os nomes de 315 companhias de vários setores da indústria mundial. A seleção – feita a partir de um rigoroso processo que avalia dados econômicos, governança corporativa, gestão de risco, desempenho socioambiental, práticas trabalhistas e estratégia climática – incluiu sete empresas brasileiras: Banco do Brasil, Itaú Unibanco Holding S.A., Itaúsa, Embraer, Fibria Celulose, Cielo e Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig). Entre as campeãs mundiais nos 24 setores em que se divide a lista, algumas têm forte presença no Brasil. É o caso da francesa Sodexo, primeira colocada na categoria Serviços ao Consumidor, que este ano abriu no país o Instituto Stop Hunger, voltado ao combate à fome e à malnutrição. Outras empresas em destaque na lista são a coreana LG (líder em Bens Duráveis e Eletrônicos), a suíça Nestlé (Comida e Bebida), a anglo-holandesa Unilever (Produtos Domésticos e de Uso Pessoal), a americana Hewlett Packard Enterprise (Tecnologia de Hardware e Equipamentos), a Telecom Itália (Telecomunicações) e a alemã BMW (Automóveis e Componentes).

 

Consumo mais consciente

Até o fim deste ano, o McDonald’s Brasil e o Instituto Akatu promovem uma ação para tornar o hábito de consumo mais responsável. Lâminas de bandeja disponíveis na rede trazem dicas e informações para mostrar como o jeito que cada consumidor compra, usa e descarta produtos influencia a vida no planeta. As dicas foram criadas pela equipe de especialistas em consumo consciente do Instituto Akatu, que já trabalha há 15 anos essa questão. O material também traz um QR Code (código escaneável por smartphone) que possibilita ao consumidor fazer um teste gratuito para descobrir se ele é um consumidor consciente. Espera-se que a ação atinja mais de 2 milhões de pessoas por dia.

 

Gel neutro em carbono

7_pl526_empresas2

O gel antisséptico Hi Clean, produzido e distribuído pela Classy Brands, tornou-se o primeiro produto do seu segmento no mundo a neutralizar os níveis de emissão de gás carbônico em sua produção, armazenamento e distribuição. Realizado entre maio de 2015 e abril de 2016, o processo envolveu a compensação de 235 tCO2e (toneladas de dióxido de carbono equivalente), gerados na produção de 63,3 toneladas de gel, com a compra de créditos de carbono voluntários do projeto Menegalli, fornecido pela Sustainable Carbon. A empresa paraense Menegalli, que produz telhas e tijolos para o mercado brasileiro de construção civil, substituiu em seu processo produtivo o uso da lenha nativa como combustível por biomassa renovável, como o caroço de açaí e resíduos do agronegócio.

 

Carne monitorada

Pecuária monitorada pela JBS: eficiência próxima de 100% (Crédito: Divulgação)
Pecuária monitorada pela JBS: eficiência próxima de 100% (Crédito: Divulgação)

O relatório anual de auditoria independente divulgado pela indústria de alimentos JBS em setembro revelou que a empresa atingiu 99,97% de eficiência no monitoramento socioambiental de seus fornecedores de carne bovina. A auditoria analisou mais de 11 mil operações de compra de gado, feitas pela JBS em 2015, de fazendas localizadas no Bioma Amazônia, para verificar se as compras não provinham de fazendas em áreas de desmatamento ou com embargos ambientais, que usam mão de obra análoga à escrava, que estão situadas em áreas indígenas ou de conservação ambiental. Hoje, a JBS monitora diariamente quase 40 mil fornecedores de gado localizados na Amazônia, de um total de 70 mil fornecedores no país. A fim de melhorar a condição socioambiental desses pecuaristas, a empresa criou o Programa “Fornecedor Legal”, que, por meio de uma rede de consultorias ambientais especializadas, dá apoio a esses parceiros na regularização ambiental de suas fazendas.

 

Hotel verde

7_pl526_empresas4

Inaugurado em setembro, o Arena Ipanema Hotel, terceiro empreendimento da Rede Arena de Hotéis, no Rio de Janeiro, nasceu com ótimas credenciais de sustentabilidade. Todos os 136 quartos e as áreas sociais do hotel foram projetados para minimizar o uso de recursos naturais e maximizar a reciclagem de água, resíduos e luz natural. Todo o mobiliário, por exemplo, é feito de madeira certificada pelo FSC (Conselho de Manejo Florestal). Lâmpadas de LED reduzem o consumo de energia em até 80%, e o óleo usado nas cozinhas é coletado por uma empresa de reciclagem credenciada. A nova unidade e o hotel Arena Leme, inaugurado no fim de 2015, possuem a Etiqueta de Certificação PBE Edifica Classe A, que comprova a conformidade com os requisitos de eficiência energética e garante padrões ecologicamente corretos nas práticas de edificação.

 

Reciclagem incentivada

7_pl526_empresas5

Desde setembro, clientes do Carrefour podem ganhar descontos ao depositar embalagens usadas em máquinas de reciclagem disponíveis em oito hipermercados da rede na região metropolitana de São Paulo. A ação integra o programa Carrefour Re-Ciclo, que incentiva os clientes brasileiros a mudar os hábitos de consumo e a reciclar seu lixo de forma inteligente. As máquinas permitem reciclar embalagens vazias em troca de serviços como desconto na conta de luz ou créditos no sistema de transporte público da cidade. Primeira parceira do Carrefour no projeto, a Unilever concede, a cada embalagem de desodorante vazia depositada, um cupom de 30% de desconto para a compra de uma unidade de desodorante comprimido Rexona ou Dove. O Carrefour pretende levar esse programa a outras regiões e incluir outros tipos de embalagem.

COMPARTILHAR
blog comments powered by Disqus