Enigma dos neutrinos é desvendado por astrônomos

Observações feitas por uma equipe internacional de astrônomos no Polo Sul encontrou a origem dessas partículas subatômicas

A origem de um neutrino de alta energia foi enfim desvendada, a partir de observações feitas por uma equipe internacional de astrônomos no IceCube Neutrino Observatory, no Polo Sul, divulgadas na revista “Science”.

Neutrinos são partículas subatômicas quase sem massa que não têm carga elétrica e, portanto, interagem raramente com o ambiente. A maioria deles vem do Sol, mas uma fração, que tem energias extremamente altas, origina-se do espaço profundo. Os astrônomos rastrearam um neutrino cósmico até um blazar (uma enorme galáxia elíptica com um buraco negro supermassivo girando rapidamente em seu centro) a 4 bilhões de anos-luz da Terra.

Como os neutrinos cósmicos andam de mãos dadas com os raios cósmicos – partículas carregadas altamente energéticas que se chocam de forma contínua com nosso planeta –, a descoberta coloca os blazars também como aceleradores de pelo menos alguns dos raios cósmicos mais rápidos.

COMPARTILHAR
blog comments powered by Disqus