Escultura cósmica na constelação do Escultor

Imagem da bela galáxia NGC 613 representa um didático exemplo visual de o que é uma galáxia espiral barrada

NGC 613: amostra exemplar de uma galáxia espiral barrada. Crédito: ESA/Hubble & Nasa, G. Folatelli

Descoberta pela primeira vez em 1798 pelo astrônomo alemão-inglês William Herschel, a NGC 613 é uma galáxia que fica na constelação do Escultor, visível no hemisfério sul, a 67 milhões de anos-luz de distância.

Apresentada aqui em uma nova imagem do telescópio espacial Hubble, da Nasa/ESA, a NGC 613 é um exemplo adorável de galáxia espiral barrada. É facilmente distinguível como tal por causa de sua barra central bem definida e seus braços longos, que se espiralam livremente em torno do núcleo.

Conforme revelado por pesquisas, cerca de dois terços das galáxias espirais, incluindo a Via Láctea, contêm uma barra.

Estudos recentes mostraram que as barras são mais comuns nas galáxias agora do que no passado. Isso nos dá pistas importantes sobre a formação e evolução das galáxias.

Veja também

+ Invasão de vespas assassinas aumenta tensão com 2020 nos EUA
+ Anticoagulante reduz em 70% infecção de células pelo coronavírus
+ Assintomáticos: 5 dúvidas sobre quem pega o vírus e não tem sintomas
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança