• IstoÉ
  • IstoÉ Dinheiro
  • Dinheiro Rural
  • Menu
  • Motorshow
  • Planeta
  • Select
  • Gente
  • GoOutside
  • Hardcore
Anuncie
Assine
Revista Planeta
MenuMenu
FECHAR
  • Home
  • Astronomia
  • Arqueologia
  • Ciência
  • Viagem
  • Espiritualidade
  • Siga-nos:Facebook
Ciência09/11/2021

Fatores climáticos ajudam a explicar incidência de doenças que devastam abelhas

Abelhas melíferas: alterações na temperatura, vento e chuva influenciam na ocorrência de doenças. Crédito: Bianca Ackermann, domínio público

09/11/21 - 08h53min

As colônias de abelhas melíferas em todo o mundo sofreram de uma série de doenças prejudiciais. Um novo estudo forneceu pistas sobre como a mudança nos padrões climáticos pode estar causando doenças nas colônias do Reino Unido.

A equipe, liderada pela Universidade de Newcastle (Reino Unido), descobriu que a incidência da doença mais grave das abelhas, causada pelo ácaro Varroa, aumentou com a elevação das temperaturas climáticas, mas foi reduzida durante chuvas fortes e ventos. Seu trabalho foi publicado na revista Scientific Reports.

Os dados coletados em visitas a mais de 300 mil colônias de abelhas melíferas destacaram como a prevalência de seis doenças importantes das abelhas melíferas interagiu de diferentes maneiras com a chuva, a temperatura e o vento.

Contrastes interessantes

Líder do estudo, o doutorando Ben Rowland, da Escola de Ciências Naturais e Ambientais da Universidade de Newcastle, disse: “Nossa análise mostra claramente que o risco de uma colônia contrair uma das doenças que examinamos é influenciado pelas condições climáticas vividas por essa colônia. Nosso trabalho destaca alguns contrastes interessantes – por exemplo, a chuva pode fazer com que uma doença se torne mais comum, enquanto outra se torna mais rara”.

O professor Giles Budge, que lidera o Grupo de Evidências e Políticas de Modelagem da Universidade de Newcastle e é um autor sênior do artigo, afirmou: “Há muito tempo sabemos que o clima pode influenciar a capacidade das abelhas de deixar a colmeia e procurar alimento, mas entender melhor como nosso clima pode influenciar as doenças das abelhas é fascinante! Este novo conhecimento nos ajudará a prever como as doenças das abelhas podem ser influenciadas por futuras mudanças climáticas”.

O estudo também investigou o efeito do clima nos focos de doenças. O sudoeste da Inglaterra estava em maior risco de doenças causadas pelos ácaros Varroa. Além disso, a equipe destacou um ponto crítico de risco para a loque europeia (doença bacteriana que ataca larvas e pupas de abelhas) em uma área que compreende os condados de Powys, Shropshire, Herefordshire e Worcestershire.

Saiba mais
+ Carolina Dieckmann pede R$ 9 milhões por mansão no Rio
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua

abelha