“Filme de terror”: moscas infestam vilarejos russos

Se uma já é desagradável, imagine-se uma infinidade delas. Foto: Wikimedia

Habitantes de vilarejos na região dos Montes Urais (a divisa entre a Rússia europeia e a Sibéria) convivem nos últimos dias com uma enorme quantidade de moscas, noticiou o jornal “The Guardian”. A situação foi descrita pelos moradores como “algo de um filme de terror”.

A infestação é tão grande que a televisão estatal russa registrou imagens de enormes quantidades desses insetos (o coletivo de moscas é “moscaria” ou “mosquedo”, vale observar) rastejando e zumbindo por Lazorevy, uma dessas aldeias, enquanto uma entrevistada lamentava-se com o repórter: “Você não pode pendurar sua roupa para secar ou abrir suas janelas, quanto mais sair”.

Em outro registro gravado pela TV, pilhas de moscas mortas eram varridas no chão de uma casa. “Cada dia ou dois há o suficiente para encher meio balde, um balde”, disse o dono da residência.

Há um temor generalizado de que o caso traga problemas à saúde dos moradores e às colheitas locais. “Tenho medo pelos meus filhos”, disse uma entrevistada, segurando em seus braços uma criança que chorava. “Precisamos envenenar as moscas constantemente [com inseticidas], mas então todos nós temos de respirar esse ar. É assustador.”

 

Cena exibida na TV russa: moscas para encher um balde

 

 

Relatórios indicam que o problema começou quando o fazendeiro Andrei Savchenko despejou ilegalmente em uma área de cultivo, como fertilizante, toneladas de excrementos de frango de uma granja local. Outros depoimentos acrescentam que frangos mortos e entranhas dessa ave também foram usadas pelo agricultor nesse preparado. As moscas aproveitaram o material para depositar ali milhões de ovos.

Savchenko não reconhece culpa no episódio. “As moscas existem há milhões de anos e estão em toda parte”, disse. “Essa é apenas uma questão de quantidade. Mas ninguém pode me dizer qual é o número aceitável ou mínimo de moscas.

O diretor da granja, Maxim Maksimov, também se esquiva de responsabilidade.  Segundo ele, o fornecimento de excrementos de frango como fertilizante é uma prática normal – esse material “é muito melhor que produtos químicos”, disse ao site de notícias Ura.ru. “Tivemos apenas azar com o clima. Uma primavera úmida e um aumento súbito de temperatura criaram condições favoráveis para a reprodução de moscas.”

Foi aberta uma investigação criminal sobre o uso não autorizado de “resíduos perigosos para o meio ambiente”.

blog comments powered by Disqus