Gatos domésticos são infectados com coronavírus em Nova York

Casos são os primeiros registrados nos Estados Unidos envolvendo animais de estimação

Gato: vulnerável ao novo coronavírus. Crédito: Piqsels

Dois gatos de estimação testaram positivo para o novo coronavírus no estado de nova York, anunciaram ontem (22 de abril) o Departamento de Agricultura dos EUA e os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês). O gato se torna, assim, o primeiro animal doméstico a contrair o vírus SARS-CoV-2 nos EUA.

Segundo o jornal “The Washington Post”, os dois animais, que vivem em partes diferentes do estado, desenvolveram sintomas leves de doença respiratória antes de testar positivo para o vírus que causa a covid-19. A expectativa é de que ambos se recuperem.

Aparentemente, os gatos pegaram o vírus de seus donos ou pessoas da vizinhança, de acordo com a emissora WPMI, afiliada da rede NBC News. Em um caso, o dono do gato foi diagnosticado com covid-19 antes de mostrar sintomas. No segundo caso, uma pessoa na casa desenvolveu uma doença respiratória (que não se sabe se foi covid-19) por um curto período antes de o gato ficar doente. Neste último caso, ressalta a WPMI, o gato também saía ocasionalmente ao ar livre, o que em tese poderia tê-lo exposto a uma pessoa infectada na vizinhança.

LEIA TAMBÉM: Tigre de zoológico de Nova York testa positivo para coronavírus

“Não queremos que as pessoas entrem em pânico”, ressaltou Casey Barton Behravesh, funcionário do CDC que trabalha em conexões de saúde humano-animal, à WPMI. “Não queremos que as pessoas tenham medo de animais de estimação”, ou se apressem para testá-los em massa. “Não há evidências de que os animais de estimação estejam desempenhando um papel na disseminação desta doença para as pessoas.”

Segundo estudo chinês, um gato infectado pode transmitir a doença a outros animais da espécie. Crédito: Piqsels
Sem receio por ora

Em março, noticiou-se que um gato havia sido infectado com o coronavírus na Bélgica, depois de seu dono ser testado positivo para a doença. No início de abril, soube-se que um tigre do zoológico do Bronx, em Nova York, também havia sido contaminado pelo vírus.

De acordo com um artigo publicado em 1º de abril na revista “Nature”, cientistas do Instituto de Pesquisa Veterinária de Harbin, na China, concluíram que gatos podem ser infectados com o SARS-CoV-2 e passar a doença para outros gatos, mas o mesmo processo não ocorreria com cães. Os pesquisadores chineses também descartaram casos de covid-19 em galinhas, porcos e patos. Quanto a animais contaminados transmitirem a doença a humanos, os cientistas dizem que os dados são inconclusivos – e que, por ora, não há o que temer nesse sentido.

Veja também

+ Invasão de vespas assassinas aumenta tensão com 2020 nos EUA
+ Anticoagulante reduz em 70% infecção de células pelo coronavírus
+ Assintomáticos: 5 dúvidas sobre quem pega o vírus e não tem sintomas
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança