• IstoÉ
  • IstoÉ Dinheiro
  • Dinheiro Rural
  • Menu
  • Motorshow
  • Planeta
  • Select
  • Gente
  • GoOutside
  • Hardcore
Anuncie
Assine
Revista Planeta
MenuMenu
FECHAR
  • Home
  • Astronomia
  • Arqueologia
  • Ciência
  • Viagem
  • Espiritualidade
  • Siga-nos:Facebook
Ciência25/01/2022

Hipopótamos reconhecem vozes uns dos outros

Hipopótamo: cientistas estudam a comunicação entre espécimes. Crédito: Nicolas Mathevon

25/01/22 - 08h58min

Os hipopótamos são animais bastante vocais. Seus grunhidos de “buzina sibilante” podem ser ouvidos a longas distâncias, levando os pesquisadores a suspeitar que eles desempenham um papel importante na manutenção de grupos sociais. Um estudo recentemente publicado na revista Current Biology mostra que os hipopótamos reconhecem as vocalizações uns dos outros. Eles também respondem de forma menos agressiva aos grunhidos de um vizinho em comparação com os de um estranho.

“Descobrimos que as vocalizações de um indivíduo estranho induziam uma resposta comportamental mais forte do que aquelas produzidas por indivíduos do mesmo grupo ou de um grupo vizinho”, disse Nicolas Mathevon, da Universidade de Saint-Etienne (França). “Além de mostrar que os hipopótamos são capazes de identificar coespecíficos [outros organismos da mesma espécie] com base em assinaturas vocais, nosso estudo destaca que os grupos de hipopótamos são entidades territoriais que se comportam menos agressivamente com seus vizinhos do que com estranhos.”

Mathevon e seus colegas estão interessados ​​em bioacústica, o estudo de como os animais trocam informações por meio do som. Eles estão especialmente interessados ​​em redes de comunicação, nas quais vários indivíduos enviam e recebem informações de uma só vez.

Respostas variáveis

Os hipopótamos são animais difíceis de estudar porque pode ser difícil identificar e localizar indivíduos. Os investigadores a geriram trabalhando na Reserva Especial de Maputo, em Moçambique, uma área que inclui vários lagos habitados por hipopótamos.

Inicialmente, Mathevon e sua equipe gravaram vocalizações representativas de cada grupo de hipopótamos. Em seguida, os pesquisadores reproduziram as gravações para todos os outros hipopótamos para ver como eles reagiriam às chamadas de seu próprio grupo (familiar) versus outro grupo do mesmo lago (vizinho) ou um grupo mais distante (estranho).

Os pesquisadores descobriram que os hipopótamos respondem ao ouvir um grunhido reproduzido respondendo vocalmente, aproximando-se e/ou pulverizando esterco. Curiosamente, a resposta variou dependendo se eles estavam ouvindo hipopótamos que conheciam ou não.

A intensidade geral da resposta dos hipopótamos cresceu quando ouviram um estranho. Os hipopótamos também eram mais propensos a pulverizar esterco, um comportamento de demarcação territorial, quando ouviam o som de um hipopótamo que não pertencia ao seu grupo.

Falsa inação

Quando os hipopótamos estão na água, eles parecem bastante inativos, explicou Mathevon. Mas esses resultados mostram que eles realmente estão prestando muita atenção ao seu entorno. Quando ouviram o grunhido de outro hipopótamo na margem, eles responderam imediatamente. “As respostas aos sinais sonoros que transmitimos foram muito claras e não esperávamos isso”, disse ele.

As descobertas oferecem informações úteis sobre a comunicação dos hipopótamos e os grupos sociais. Elas também têm implicações importantes para a política de conservação, dizem os pesquisadores. Por exemplo, eles explicam, os animais geralmente são realocados para manter as populações locais em tamanhos saudáveis. Mas as descobertas sugerem que são necessárias precauções antes de fazer esse tipo de movimento.

“Antes de realocar um grupo de hipopótamos para um novo local, uma precaução pode ser transmitir suas vozes de um alto-falante para os grupos já presentes para que eles se acostumem a eles e sua agressão diminua gradualmente”, disse Mathevon. “A reciprocidade, na qual os animais a serem movidos se acostumam com as vozes de seus novos vizinhos antes de chegarem, também pode ser considerada.”

Em estudos futuros, os pesquisadores esperam aprender mais sobre o que os hipopótamos se comunicam por meio de suas vocalizações. Eles explorarão como reconhecem o som de outros hipopótamos e se as vozes revelam outras características, como tamanho, sexo ou idade.

Saiba mais
+ Carolina Dieckmann pede R$ 9 milhões por mansão no Rio
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua

Current Biology