Hubble apresenta galáxia onde a matéria escura reina soberana

A NGC 5585, na constelação da Ursa Maior, tem uma proporção de matéria escura muito maior do que outras galáxias semelhantes em forma e tamanho

NGC 5585: proporção muito maior de matéria escura. Crédito: ESA/Hubble & Nasa, R. Tully. Reconhecimento: Gagandeep Anand

Descansando na cauda da Ursa Maior, na constelação da Ursa Maior, está a NGC 5585, uma galáxia espiral que é mais do que parece.

As muitas estrelas e nuvens de poeira e gás que constituem a NGC 5585, mostrada nesta imagem do telescópio espacial Hubble, da Nasa/ESA, contribuem com apenas uma pequena fração da massa total da galáxia. Como em muitas galáxias, essa discrepância pode ser explicada pela presença abundante, embora aparentemente invisível, de matéria escura.

O disco estelar da galáxia estende-se por mais de 35 mil anos-luz. Quando comparada com galáxias de forma e tamanho semelhantes, a NGC 5585 se destaca por ter uma composição notavelmente diferente. Contribuindo para a massa total da galáxia, ela contém uma proporção muito maior de matéria escura.

LEIA TAMBÉM: Matéria escura: dados do Hubble e do VLT aumentam o mistério

Pontos quentes de formação de estrelas podem ser vistos ao longo dos fracos braços espirais da galáxia. Essas regiões brilham em um azul brilhante, contrastando de forma impressionante com o fundo sempre preto do espaço.

Veja também

+ Invasão de vespas assassinas aumenta tensão com 2020 nos EUA
+ Anticoagulante reduz em 70% infecção de células pelo coronavírus
+ Assintomáticos: 5 dúvidas sobre quem pega o vírus e não tem sintomas
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança